nsc

publicidade

Após a vitória

"Mesmo sendo processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo", afirma Paula

Vencedora do reality disse que pretende se retratar com quem se sentiu ofendido por suas declarações 

13/04/2019 - 17h01

Compartilhe

Por GaúchaZH
Paula BBB 19
Sister também prometeu ajudar financeiramente a amiga Hariany, expulsa na reta final do programa
(Foto: )

Logo depois de ser anunciada vencedora da 19ª edição do Big Brother Brasil, Paula von Sperling disse que pretende se retratar com quem se sentiu ofendido por suas declarações durante o reality show, mas que “vai encarar tudo” após levar o prêmio da edição, de R$ 1,5 milhão. Durante o programa, ela foi acusada de racismo e intolerância religiosa.

— Eu não tenho noção do que está acontecendo aqui fora. Não sei bem o que fiz e falei, mas sei que falo coisas desnecessárias 24 horas por dia. Vou me retratar com todo mundo. Fui eu mesma e não medi as palavras. Errando, falando demais e sendo até processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo que tiver por vir —afirmou a mineira, em coletiva de imprensa.

A campeã reconheceu que pode ter exagerado em algumas declarações, disse que "tem que falar menos" e que falar demais é um de seus "maiores defeitos".

Paula prometeu ainda ajudar financeiramente a amiga Hariany, desclassificada do reality na quinta-feira (11) após empurrá-la durante uma discussão.

- Vou pensar junto com ela, vou ver o que ela precisa para vida. Quero muito ajudá-la porque pelo menos R$ 50 mil ela ia ganhar. Estivemos juntas desde o começo (do BBB 19) – disse.

Ela não deu detalhes sobre como pretende utilizar a bolada que ganhou ao vencer o programa, adiantou apenas que vai pagar todas as contas pendentes da família. A sister venceu o BBB 19 nesta sexta-feira (12), ao receber 61,09% dos votos do público, contra 38,91% do catarinense Alan.

Natural de Lagoa Santa (MG), Paula é bacharel em Direito e tem 28 anos. Durante o programa, teve algumas declarações consideradas desrespeitosas. Além de ser acusada de racismo, ela está sendo alvo de uma investigação por intolerância religiosa. Em uma das festas, disse que tinha medo do colega de confinamento Rodrigo por ele "se misturar com esse negócio de Oxum" e que "nosso Deus é maior".

Ao mesmo tempo, foi considerada "autêntica" e "sem filtros" por boa parte do público, que se identificou com seu comportamento.

Deixe seu comentário:

publicidade