nsc
hora_de_sc

SERÁ?

Michael Jackson está vivo? Saiba como teorias dizem que sim

Teorias de que o cantor não teria morrido pairam pela internet

27/05/2021 - 04h00 - Atualizada em: 27/05/2021 - 07h06

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
Michael Jackson, astro do pop, estaria vivo?
Michael Jackson, astro do pop, estaria vivo?
(Foto: )

A exemplo do que há anos ocorreu com o Rei do Rock Elvis Presley, o Superstar Pop Michael Jackson, oficialmente falecido em 2009, também está cercado de teorias afirmando que ele estaria vivo. Mas será isso possível?

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Suposto dia em que morreu o ídolo de milhões de pessoas no mundo

Astro negro de maior sucesso da música pop, o norte-americano Michael Jackson morreu, aos 50 anos, em 25 de julho de 2009. Segundo laudo do Departamento de Medicina Legal de Los Angeles (EUA), a causa da morte foi overdose de medicamentos. 

Ele teria injetado uma alta dose do anestésico Propofol, combinado com remédios pra ansiedade e insônia: Lorazepam e Midalozan.

A morte foi investigada pela Polícia de Los Angeles. De acordo com o inquérito, foi o médico Conrad Murray que teria dado os medicamentos para Michael. Este foi, inclusive, condenado por homicídio culposo, ou seja, sem a intenção de matar, em 2011. Murray ficou preso por dois anos, cumprindo metade de sua sentença de 4 anos. 

Velório do cantor Michael Jackson
Velório do cantor Michael Jackson
(Foto: )

As reportagens que se espalharam pelo planeta na ocasião do falecimento de Michael Jackson davam conta de que o artista sofreu uma parada cardíaca e foi levado ao hospital UCLA Medical Center, em Los Angeles. Sendo declarado morto às 18h26 (horário de Brasília). 

Quando os paramédicos chegaram à sua casa, o cantor não estava respirando e deu entrada no hospital em estado de coma. A morte de Jackson foi confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles, Fred Corral, em entrevista à rede de TV CNN.

> Quais são as comorbidades para a vacina da Covid; confira a lista

Em seguida, o irmão do cantor Jermaine Jackson confirmou que a equipe de médicos passou uma hora tentando ressuscitar Michael. "Minha família pede que a mídia respeite nossa privacidade nesse momento difícil" - complementou.

A morte de Jackson foi confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles
A morte de Jackson foi confirmada pelo porta-voz do Instituto Médico Legal de Los Angeles
(Foto: )

Teorias de que Michael Jackson está vivo

Para uma considerável parte do público, Michael Jackson está vivo. Ele teria forjado sua própria morte com a intenção de passar a viver longe do assédio e das polêmicas que o acompanharam durante toda vida. E de forma tranquila, anonimamente. 

As teorias, conspirações e especulações se multiplicam com o passar dos anos. No mundo das celebridades, é comum os fãs acharem consolo com base em histórias mirabolantes. Eles se unem pra vivenciar o luto pela ausência do ídolo. 

> O que são as variantes do coronavírus e como elas impactam Santa Catarina

Esta estratégia faz parte do processo de assimilação da perda. Tanto isso é verdade que os também artistas Kurt Cobain e Tupac foram vítimas de suposições após a morte. Muitos fãs admitem que eles estariam vivos e escondidos. E no momento certo aparecerão. 

A primeira prova de que Michael Jackson não morreu estaria no seu próprio velório. Os fãs se perguntam a causa de nenhum dos melhores amigos do cantor comparecer ao seu funeral. De fato, Paula Abdul, Oprah Winfrey, Elizabeth Taylor, Diana Ross e a mãe biológica de seus dois filhos mais velhos, Debbie Rowe, não apareceram pra dizer adeus.  

Passados poucos dias após a morte de Michael, outra prova de que ele estaria vivo é um vídeo que mostra o suposto corpo do Rei do Pop no interior do helicóptero que o resgatou em casa após a overdose. Em tomadas (obscuras), o corpo enfaixado se move. 

> Mitos e verdades sobre os efeitos colaterais da vacina contra Covid-19

Muitos fãs afirmam, ainda, ter visto o cantor ou sósias dele em vários lugares diferentes no mundo. Porém, nenhuma das aparições foi confirmada oficialmente. Em julho de 2017, Steve Erhardt, estlista do cantor por muitos anos, usou o Twitter pra compartilhar mensagens conspiratórias. 

Diziam que "em alguns meses, no máximo no final do ano, todos receberiam ótimas notícias de Michael Jackson. Nem mesmo a família sabe… Mas eu sei!" O final daquele ano chegou e nada. 

> As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Em meados do ano seguinte nova publicação, desta vez no instagram de Erhardt. Era a imagem de um homem usando calças pretas e meias brancas, marca registrada de Michael Jackson. Legenda: “Em um estúdio em algum lugar secreto no mundo. Ele vai voltar em breve”.

As teorias de que Michael Jackson estaria vivo não param por ai. Outras celebridades engrossam o caldo das conspirações. Teddy Riley, aclamado compositor que atuou com ele no álbum “Dangerous”, comentou durante entrevistas que o maior astro pop de todos os tempos permanece vivo.

Enquanto isso, fãs relatam ter visto Jackson em 2017, nas filmagens do casamento de Siggy Jackson, sua sobrinha. Um ano antes, surgiram comentários na internet de que Michael supostamente apareceu ao fundo de um vídeo postado no Instagram da filha dele, Paris Jackson.

> Neve em Santa Catarina: quando acontece

Gravação do clipe de Michael Jackson no Rio de Janeiro
Gravação do clipe de Michael Jackson no Rio de Janeiro
(Foto: )

No Brasil, médium confirma especulação sobre volta triunfal

Os brasileiros não poderiam ficar de fora das especulações que envolvem a morte de Michael Jackson. Afinal, o astro esteve no Brasil por três vezes.

No último dia 13, Lene Sensitiva fez um vídeo, declarando que Michael Jackson "não saiu desta Terra". Seus cerca de 400 mil seguidores nas redes sociais acompanham suas previsões a respeito de celebridades. A postagem dando conta de que o retorno do cantor americano será em breve e triunfal saiu no instagram. 

Ainda segundo relato dela no vídeo, "o cantor permanece aqui e vai aparecer deixando o mundo perplexo. O fato deve abalar muita gente que vai ver Michael concedendo entrevistas a todos os canais de TV. Ele estava no seu próprio velório, mas fora do caixão". 

Para Lene, ele assistiu tudo. E aparecerá chocando o mundo todo. Ele não está no plano espiritual, continua na Terra e aparecerá entre 2021 e 2022. Resta aos fãs esperar que a teoria se concretize.

> Frio intenso é registrado em SC no amanhecer de terça-feira

O Rei do Pop teve ao todo 8 irmãos: Jackie, Tito, Jermaine, Marlon, Randy, Rebbie, La Toya e Janet.
O Rei do Pop teve ao todo 8 irmãos: Jackie, Tito, Jermaine, Marlon, Randy, Rebbie, La Toya e Janet.
(Foto: )

Conheça parte da história do rei do pop

Michael Jackson nasceu em dia 29 de agosto de 1958, no Estado de Indiana, nos EUA. Filho de uma família simples, foi o sétimo filho de um casal de músicos: Joseph que era mais conhecido por Joe e Katherine Jackson. Morou numa casa com apenas 2 quartos pra abrigar a todos. 

O Rei do Pop teve ao todo 8 irmãos: Jackie, Tito, Jermaine, Marlon, Randy, Rebbie, La Toya e Janet. A infância dos Jacksons teve a música como cenário. Joe trabalhava numa usina siderúrgica e nas horas que lhe sobravam, tocava guitarra e era empresário musical. A mãe tocava piano na igreja testemunha de Jeová.

> Presídio de segurança máxima em SC: o que se sabe sobre a estrutura em São Cristóvão do Sul

Os pequenos adoravam cantar e pegar a guitarra do pai pra tocar. Michael tinha 5 anos quando a mãe o ouviu cantando, enquanto fazia a limpeza na casa. Ficou impressionada com o tamanho do talento.

Ela contou pro marido e ele concordou a respeito da aptidão do pequeno Michael e dos demais garotos da família. Resolveu investir nisso. A partir de 1964, Joe formou a banda Jackson Brothers. 

Um outro nome para o "conjunto" - como se dizia àquela época - teria sido sugestão de uma mulher ao contratar um show deles. Segundo ela, muitos irmãos faziam sucesso. Para serem mais originais, poderia mudar de nome pra Jackson 5. Assim foi feito. As apresentações eram em bares, casas noturnas e locais de eventos. 

> Animação brasileira sobre ditadura compete em festival internacional

O pequeno Michael, em inglês: little Michael foi ficando cada vez mais conhecido. Tinha 6 anos quando começou nos Jackson 5. Sua voz peculiar e afinadíssima o destacou entre os irmãos. Sem falar na naturalidade com que dançava e criava passos e coreografias que viriam a marcar toda sua carreira. 

O sucesso se concretizou no final dos anos 60, quando os Jackson 5 assinaram com a Motown Records, gravadora norte-americana. Vieram, então, vários programas de TV. Entre eles, o The Ed Sullivan Show, uma das maiores audiências da época. 

No início da década de 70, os Jackson 5 já eram bastante conhecidos e suas canções sempre apareciam nas paradas musicais. Foram, ainda, protagonistas de um desenho animado. O primeiro a ser realizado com negros. 

> Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Um sucesso após o outro

O grupo passou a se chamar The Jacksons em meados da década de 70, quando Jermaine saiu da banda pra seguir carreira solo. Michael continuou se destacando pela voz e qualidade de performance. 

Entre o final dos anos 70 e começo dos 80, os The Jacksons continuavam a emplacar sucessos. Michael Jackson foi autor de diversas músicas presentes no álbum solo Ben. Participou, em 1978, do filme “The Wiz”, versão de “O Mágico de Oz” somente com atores negros. Durante a produção, conheceu Quincy Jones conceituado produtor musical.

Em 1979, Michael lançou o álbum “Off the Wall”, com produção assinada por Quincy Jones. Deste período até a data oficial de sua morte, Michael Jackson esteve nas principais manchetes jornalísiticas devido ao sucesso de suas músicas, entreveros policiais e amizades com famosos. 

Ganhou centenas de prêmios, entre eles, os Grammys de cantor de Soul/R&B, canção de Soul/R&B e álbum de Soul/R&B. Fez parcerias de sucesso, como a de 1982, com o ex-beatle Paul McCartney. 

O álbum mais vendido da história da música foi Thriller, lançado em 1982. Em 1985, Michael Jackson fez parte da campanha mundial da organização "USA for Africa" contra a fome. Ele e Lionel Richie foram autores da música “We are the world”, canção que rendeu um clip com mais de 40 cantores. Foram arrecadados mais de U$ 75 milhões pra ajuda à faminta população africana.

Em 1987, Michael Jackson lançou mais um disco de sucesso: Bad, que alcançou mais de 25 milhões de cópias. Em 1991, lançou o álbum Dangerous, que vendeu mais de 29 milhões de cópias.

Colunistas