nsc
dc

publicidade

Ministério da Agricultura faz inspeção nas Ceasas de Santa Catarina e mais seis estados

Trabalho começou nesta segunda-feira (2) e tem como objetivo fiscalizar a procedência de produtos

02/09/2019 - 15h32 - Atualizada em: 02/09/2019 - 20h12

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Caminhões que chegam com produtos devem ser ter as cargas fiscalizadas até quinta-feira (5)
Caminhões que chegam com produtos devem ser ter as cargas fiscalizadas até quinta-feira (5)
(Foto: )

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) começou nesta segunda-feira (2) um trabalho de inspeção nas centrais de abascecimento (Ceasa) de Santa Catarina e mais seis estados. O objetivo é fiscalizar a procedência dos produtos repassados pelos atacadistas.

Até quinta-feira (5), os técnicos da pasta vão parar caminhões para avaliar se as frutas, verduras e outras hortaliças possuem selos que possam identificar onde elas foram produzidas. Em São José, o trabalho será realizado a partir de terça-feira (3), das 14h às 17h.

A análise será feita com base nas notas fiscais e nos rótulos das caixas dos alimentos, que devem seguir a legislação específica para cada produto. A ideia é garantir a rastreabilidade desses produtos. Além de Santa Catarina, o trabalho será realizado em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Rio de Janeiro.

Além das Ceasas, o trabalho também vai ocorrer em supermercados. No entanto, a fiscalização será feita por agentes da vigilância sanitária dos municípios.

Segundo o ministério, os produtores que garantem a rastreabilidade dos alimentos costumam gastar menos com insumos agrícolas, como agrotóxicos, por exemplo. Em geral, isso garante comida mais saudável na mesa das pessoas que consomem esses produtos.

Entre os itens que serão avaliados estão cítricos, maçã, uva, batata, alface, repolho, tomate, pepino, cenoura, batata doce, beterraba, cebola, alho, couve, agrião, almeirão, brócolis, chicória, couve-flor, pimentão, abóbora e abobrinha, melão, morango, coco, goiaba, caqui, mamão, banana e manga.

Além desse trabalho, nos próximos meses o ministério deverá voltar às Ceasas para coletar amostras de produtos que não tenham etiquetas de procedência. Os alimentos que forem recolhidos passarão por análises, para determinar resíduos de agrotóxicos. Caso seja encontrada alguma irregularidade, os comerciantes que adquirirem esses produtos poderão ser responsabilizados.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Economia

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade