nsc
    dc

    Reforço

    Ministério da Saúde enviará 53 mil doses de vacinas contra o sarampo para Santa Catarina 

    Repasse será realizado para garantir aplicação da “dose zero” em crianças de seis meses a menores de um ano

    29/08/2019 - 05h12 - Atualizada em: 29/08/2019 - 07h45

    Compartilhe

    Por Camila Levien
    (Foto: )

    Santa Catarina irá receber 53.723 doses de vacina tríplice viral que imuniza contra o sarampo, caxumba e rubéola do Ministério do Saúde. O repasse foi anunciado nesta quarta-feira (28) e prevê envios a todos os estados. A ação pretende garantir a aplicação da dose extra contra o sarampo em todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. O cálculo de distribuição foi feito levando em conta a população de cada unidade federativa nessa faixa etária, com um acréscimo de 10%. A região sul receberá 211 mil 666 aplicações, ao todo serão enviadas 1,6 milhão de doses pelo país.

    O Ministério da Saúde ressalta que a chamada “dose zero” não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança.

    Portanto, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente de a criança ter tomada a “dose zero” da vacina.

    O envio de doses extras da vacina aos estados é uma resposta do Governo Federal em decorrência do aumento de casos da doença no país que registrou a primeira morte por este motivo neste século. A vítima foi um homem de 42 anos, morador de São Paulo que não tinha recebido nenhuma dose da vacina ao longo da vida, e tinha histórico de comorbidade. Nesta faixa etária, a recomendação é que a pessoa tenha pelo menos uma dose da vacina.

    Em Santa Catarina, de acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) existem 15 casos importados de sarampo, registrados entre os dias 1º de janeiro e 17 de agosto, estão distribuídos entre as cidades de Florianópolis (10), Guaramirim (1) e Barra Velha (1). Os outros três são de tripulantes de um navio que atracou no litoral catarinense em fevereiro. As evidências epidemiológicas demonstram que os casos são de pessoas que estiveram em São Paulo, onde está ocorrendo um surto da doença.

    Sarampo

    O sarampo é uma doença infecciosa aguda transmitida por um vírus, caracterizada por manchas na pele. A doença estava erradicada no Brasil, mas voltou. Uma das razões é a baixa cobertura vacinal, ou seja, as pessoas deixaram de se vacinar.

    A transmissão acontece pela saliva, carregada pelo ar (quando a pessoa tosse, fala ou espirra). Ou seja, é altamente contagiosa e pode levar a morte.

    Sintomas

    Os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, aparecimento de manchas vermelhas no corpo e olhos avermelhados, sendo mais agressivos em adultos. A recomendação é que apresentando sinais e sintomas do sarampo se busque os serviço de saúde deve ser procurado imediatamente para que seja feito o diagnóstico e tratamento da doença.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas