nsc
    dc

    Pandemia

    Ministro da Saúde pede equilíbrio e planejamento aos prefeitos nas ações contra o coronavírus

    Mandetta disse que não dá para deixar de plantar uma safra e depois não ter comida

    23/03/2020 - 05h00 - Atualizada em: 23/03/2020 - 05h04

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta
    Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta
    (Foto: )

    O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu equilíbrio nas medidas de contenção em videoconferência com prefeitos das capitais, realizada no domingo. Ele falou que as medidas não podem ser baseadas em viés político.

    - É muito fácil dar a ordem de parar, é difícil é dar a ordem de reativar. (....) Não podemos parar a fábrica de ventiladores (para os hospitais). Precisamos avaliar o que é essencial. Um eletricista pode ser essencial em algum momento, o mecânico da ambulância também. Não podemos deixar de plantar uma safra pois depois que acabar o vírus não tenha comida – disse o ministro.

    Ele afirmou que as medidas precisam ser planejadas, com prazos definidos, podendo ser aceleradas ou diminuídas conforme a situação.

    Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

    Mandetta afirmou que o governo está ampliando o número de leitos e vai administrando a demanda conforme a situação em cada região do país. Disse que pediu para universidades e centros de pesquisa uma possibilidade de criar respiradores mais simples, portáteis, que facilitariam o atendimento.

    Sobre a cloroquina, que supostamente poderia combater o coronavírus, disse que ainda há poucos estudos mas que o Brasil tem condições de produzir o remédio. Ele aguarda protocolos de uso.

    Ele alertou para que a população não troque o álcool gel por álcool líquido, pois isso traz risco de acidentes. Disse que não tem previsão de pico de contágio, pois o Brasil tem muitas regiões diferentes.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas