nsc
    dc

    MultiGrip apresenta

    Mitos e verdades sobre o vírus da gripe

    Quando o assunto é o influenza, é comum acreditarmos em muitas inverdades. Veja o que é fato ou fake

    05/08/2019 - 10h48 - Atualizada em: 21/08/2019 - 13h37

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Pexels
    No Brasil existem três variações do vírus: A, B e C.
    (Foto: )

    Uma das doenças mais frequentes e incômodas, a gripe é causada pelo vírus influenza, que aparece com mais intensidade nos meses frios – entre abril e outubro. Ela é transmitida por vias respiratórias e pode gerar consequências graves, especialmente quando não tratada da maneira correta.

    No Brasil existem três variações do vírus: A, B e C. De acordo com o Ministério da Saúde, os dois primeiros tipos são os responsáveis por epidemias sazonais, sendo o Influenza A o responsável por grandes pandemias. O tipo C não tem grandes impactos na saúde pública por causar quadros mais leves e não ter relação com surtos da doença.

    O H1N1 é um subtipo da variação A do vírus, sendo capaz de infeccionar humanos. Ele teve grande destaque no mundo inteiro entre 2009 e 2010 por ter afetado parte da população mundial e ter efeitos graves na saúde.

    Para não haver dúvidas com relação a esse vírus tão mutável e estar tranquilo e seguro, confira o que é mito e verdade quando o assunto é influenza:

    Consumir vitamina C ajuda a evitar o vírus - MITO

    Não há estudos que embasam essa teoria. Sabe-se apenas que hábitos saudáveis podem prevenir ou reduzir os efeitos de uma infecção viral, e isso inclui o consumo regular da vitamina C que está presente em alimentos como a laranja, o brócolis e o morango. Além disso, vale lembrar que quanto mais ativa for a pessoa, maior for a ingestão de frutas e verduras, mais forte ela estará para combater a doença.

    Remédios podem auxiliar no alívio dos sintomas, mas não eliminar o vírus - VERDADE

    Como o vírus da gripe é muito mutável, é difícil desenvolver um remédio que consiga combatê-lo de forma eficiente antes das respostas do nosso sistema imunológico. Dessa forma, a melhor opção é atuar nos sintomas. Para resultados mais rápidos, a indicação é usar um medicamento que seja eficiente em mais de uma ação. O MultiGrip, por exemplo, começa a agir em 15 minutos, aliviando dores de cabeça, coriza, febre, dores no corpo e congestão nasal e é encontrado nas farmácias próximas a você.

    A vacina contra o influenza provoca gripe - MITO

    A vacina contra gripe é fundamental para ajudar a imunizar a população
    A vacina contra gripe é fundamental para ajudar a imunizar a população
    (Foto: )

    Nenhum dos dois tipos de vacina existentes no mercado brasileiro podem causar a doença. Elas usam versões inativas ou atenuados do vírus que não são capazes de provocar uma infecção. Como o corpo leva duas semanas para estar protegido, é possível contrair a gripe no período imediato após a vacinação.

    Gripe é diferente de resfriado - VERDADE

    De forma geral, a gripe é mais grave do que o resfriado e os sintomas são mais intensos. É raro um resfriado evoluir para uma condição de saúde séria como uma pneumonia ou infecção bacteriana, por exemplo. Já na gripe, essas complicações podem acontecer e, inclusive, levar a uma hospitalização.

    O tratamento do influenza exige o uso de antibióticos - MITO

    O uso de antibióticos é recomendado somente após análise do médico e mediante real necessidade. Caso não haja uma infecção bacteriana, o medicamento é desnecessário e até mesmo prejudicial, já que pode aumentar a resistência ao combate de algumas bactérias.

    Quem toma a vacina em um ano não precisa repetir a dose no ano seguinte - MITO

    É necessário repetir a dose, pois os anticorpos diminuem com o tempo e é preciso reforçar o sistema imunológico. Há também casos de vírus modificados que exigem uma nova versão da proteção.

    Resfriados podem virar gripe - MITO

    Resfriados não viram gripe, você sabia?
    Resfriados não viram gripe, você sabia?
    (Foto: )

    As duas condições são causadas por vírus diferentes: o influenza causa gripe, enquanto o Rrhinovirus provoca resfriado. No entanto, pode acontecer de uma gripe suceder um resfriado quando o sistema imunológico estiver debilitado.

    Água ajuda no combate ao vírus - VERDADE

    A ingestão de água auxilia a eliminar as secreções e facilita a expectoração e a tosse, eliminando os vírus presentes no catarro.

    Esclareça mais dúvidas sobre o assunto e cuide melhor da sua saúde. Acesse o Multisaúde e veja mais sobre cuidados necessários para combater a gripe.

    (Foto: )

    Conteúdo patrocinado pelo MultiGrip e produzido pelo Estúdio NSC Branded Content

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas