nsc
    dc

    Paraíso quase deserto

    Moçambique é um recanto de sossego na Ilha de Santa Catarina

    Dica é levar um livro, comida e água, e relaxar na maior praia da Ilha de Santa Catarina

    25/11/2013 - 09h16 - Atualizada em: 25/11/2013 - 09h33

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    A praia deserta costuma atrair pessoas em busca de descanço
    A praia deserta costuma atrair pessoas em busca de descanço
    (Foto: )

    Tanto espaço, tão pouca gente. Quem diria: a maior praia de Florianópolis, em extensão, é também uma das mais desertas. Para quem está afim de fugir da agitação e relaxar sob a sombra das árvores à beira-mar, ao som de nada mais do que o quebrar das ondas, Moçambique é um prato cheio. No entanto, como a praia não tem bares, casas ou mesmo calçamento, comida é algo que você não vai encontrar por aqui. Leve o seu próprio lanchinho e reserva de água. O local com infraestrutura mais próximo é a Barra da Lagoa.

    Também conhecida como Praia Grande, Moçambique tem 7,5 km de extensão e é um dos poucos lugares de Florianópolis ainda in natura, um verdadeiro paraíso escondido no Leste da Ilha, com o bônus de não ter esgoto ou poluição. Possui uma larga faixa de areias claras e macias, e o mar é agitado e ge-la-do!, resultado do contato com uma corrente das Malvinas. O mar ainda é de tombo, ou seja, a profundidade aumenta abruptamente, após uns poucos passos adentro. Cuidado é pouco! Mesmo assim, as ondas são boas, e costumam atrair muitos surfistas.

    A praia faz parte do Parque Florestal do Rio Vermelho, uma reserva de aproximadamente 400 mil metros quadrados com vegetação predominante de pinus. Esse é um dos motivos para a ausência de construções e infraestrutura no local. Dentro do parque existem apenas três campings e a administração do local, com um moderno setor de pesquisas, com destaque para a maricultura. Todos esses serviços estão abertos ao público para uso e visitação.

    Como chegar

    De carro: partindo do Centro, siga pela Beira-Mar Norte até o elevado do CIC e entre à esquerda na Avenida da Saudade. Siga pelo Itacorubi até a Lagoa, pegue a Avenida das Rendeiras e a SC-406 à esquerda.

    De ônibus: do terminal de Canasvieiras (TICAN) ou do próprio bairro, pegue a linha Costa do Moçambique. Do centro partem várias linhas que vão até o TICAN.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas