publicidade

Especiais Publicitários
Navegue por

Khronos apresenta

Monitoramento de alarmes e câmeras: o que é fake news e como ele realmente pode ajudar

Saiba quais são as diferenças, benefícios, mitos e verdades dos sistemas de monitoramento cftv e de alarmes

02/05/2019 - 10h36 - Atualizada em: 10/05/2019 - 11h32

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Khronos
Monitoramento por câmeras
(Foto: )

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), o mercado mundial de segurança eletrônica vem crescendo e deve atingir 59 bilhões de dólares no final do ano de 2022, acompanhando a demanda por soluções de vigilância.

Os dados da associação ainda apontam para uma alta no investimento privado com segurança, atualmente responsável por 36% dos custos com o setor no Brasil. Entretanto, com o crescimento de investimentos, as dúvidas em relação às tecnologias disponíveis também aumentam e as fake news criam ambientes de desconfiança e medo. Nesse cenário, é preciso informação. Os sistemas de prevenção e de ação precisam ser interligados e se complementam para a garantia de proteção e segurança patrimonial.

Sistema fechado de monitoramento de câmeras: CFTV

Circuito Fechado de Televisão
Circuito Fechado de Televisão
(Foto: )

O CFTV - Circuito Fechado de Televisão - é um dos sistemas eletrônicos de segurança mais utilizado no mercado para prevenção contra criminalidade. O sistema permite identificar possíveis problemas e inibir ações suspeitas. Como o próprio nome diz, é um circuito fechado de câmeras que transmitem as imagens para um ou vários monitores de televisão, permitindo que uma pessoa observe os fatos em andamento e tome decisões de ação conforme a necessidade.

As câmeras são uma especial fonte de dúvida e o uso do equipamento é cercado de mitos, que muitas vezes atrapalham a decisão dos responsáveis pela segurança patrimonial, seja de empresas ou residências. Confira o que é verdade, o que não é e o que pode ser olhado de uma maneira diferente quando o assunto é CFTV.

Quedas de rede deixam as câmeras fora do ar e derrubam sistemas?

Uma das grandes preocupações e que ainda causa resistência quanto ao uso de sistemas de vídeo é a questão de confiabilidade das câmeras por ela estarem ligadas em rede. A principal pergunta feita é em relação à instabilidade do sistema e quedas de rede.

Entretanto, em geral, sistemas de CFTV de grandes empresas são implementados em redes exclusivas para esse propósito e, portanto, a instabilidade é difícil de ocorrer. Além disso, boa parte das câmeras digitais utilizadas nesses sistemas possui a possibilidade de armazenamento no próprio equipamento através do uso de cartões SD e, se por algum motivo a rede sair do ar, as imagens armazenadas serão transmitidas novamente quando o sistema voltar.

As câmeras estão expostas a hackers?

Outro medo comum é em relação à vulnerabilidade a ataques de hackers e vazamento de informações. Em muitos sistemas as câmeras ficam acessíveis pela internet, portanto o risco não é descartado. Contudo, com as tecnologias de criptografia cada vez mais sofisticadas, esses casos estão sendo reduzidos.

Também é importante ter senhas que protejam o acesso e a implantação de um firewall para a rede de CFTV, que é mais uma das medidas práticas que conferem alta segurança ao sistema.

Além disso, nem toda câmera precisa estar conectada à internet. Na maioria dos CFTV de empresas, elas estão na rede local com um servidor, por exemplo, para o armazenamento dos dados capturados, diminuindo o risco de vazamento de dados.

Sistema de monitoramento por alarmes

Monitoramento por alarmes: Khronos
Monitoramento por alarmes: Khronos
(Foto: )

Assim como o sistema de câmeras, o monitoramento por alarmes é preventivo. É um sistema composto com diversos equipamentos que emitem sinais sonoros no local e sinais de alerta para uma central de monitoramento, onde estão pessoas preparadas para tomar decisões de ação para a proteção do patrimônio.

Tanto quanto as câmeras, o sistema gera dúvidas quando ligados em rede e as fake news são responsáveis pelo clima de insegurança.

O custo dos equipamentos é muito alto?

Podemos encontrar sistemas de alarme, câmeras de monitoramento e uma série de equipamentos de segurança residenciais e empresariais a preços acessíveis. No site da Khronos é possível solicitar orçamento.

Os sistemas podem ser desabilitados se a internet ou a energia for cortada?

Os equipamentos modernos de sistemas de alarmes contêm fontes alternativas e sofisticadas de funcionamento, como backups de bateria. Casos de falhas na linha telefônica, ligada ao serviço 24h de monitoramento, os sistemas com GPRS/Radio mantem a comunicação.

O alarme também pode me proteger quando eu estiver em casa?

Sim. Ativando o alarme no modo parcial ou ligando o sistema de alarme sem abrir a porta temporizada, o sistema bloqueia os pontos internos e mantém o restante do sistema funcionando.

Sistemas de segurança combinados

A integração dos sistemas em uma mesma central de gerenciamento traz flexibilidade e soluções exclusivas, personalizadas com um sistema escalável que pode se adequar a cada oportunidade de negócio.

Integração tem sido uma realidade no mercado de segurança. Basta saber qual a necessidade do local, definir os melhores produtos de forma estratégica e em seguida dimensionar a solução completa para ser projetada e implementada. A Khronos oferece opções de monitoramento integrado e centrais de monitoramento 24 horas, garantindo uma ação rápida em qualquer circunstância.

Conheça melhor o serviço de monitoramento por alarmes e por câmeras e solicite um orçamento. ​​Conteúdo patrocinado pela Khronos e produzido pelo Estúdio NSC Branded Content​​​​​​.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação