nsc
nsc

Seu Problema é Nosso

Moradora de Forquilhas em São José, diz que a falta d'água é rotina

"Ninguém mais aguenta tomar banho de canequinha aqui", desabafa a professora

17/11/2018 - 04h21

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

A professora Eliana Johansson, de 46 anos, é moradora do bairro Forquilhas, em São José, e entrou em contato com a Hora de SC para denunciar da falta de água constante na Rua Aristides Schmidt, que é de ladeira íngreme. Segundo ela, sempre que falta luz, as bombas da Casan param de bombear a água até o topo da via. E quando volta a eletricidade, às vezes esperam por até sete dias o retorno da água.

Ela também reclama que a conta d'água passa dos R$ 90, mesmo que fique longos períodos sem o serviço. Por fim, diz que ao ligar para a Casan, os atendentes não sabem dar explicações sobre a situação.

— Na minha rua, o pessoal já está desesperado. É o terceiro dia sem água, e as caixas d'água das casas não estão dando conta. A gente tá tomando banho de canequinha. Nos últimos três meses, toda semana falta água.

A josefense diz mora nessa rua desde 2004, e desde então o problema é recorrente. Eliana conta que já fez denúncia na ouvidoria, mas que a companhia nunca soube explicar o motivo da longa permanência sem água.

Por fim, a professora reclama ainda da conta de água, que no último mês veio R$ 90.

— Como que eu pago tanta água se não tem água? — questiona.

Veja todas as notícias da sessão Seu Problema é Nosso da Hora de SC

O que diz a Casan

A reportagem entrou em contato com a Companhia Catarinense de Água e Saneamento para entender o problema relatado pela leitora. A assessoria de imprensa da Casan solicitou o número de matrícula da consumidora e informou que irá ao local para descobrir e solucionar a questão.

A Casa explicou ainda que, como o desabastecimento é recorrente quando falta energia elétrica, a queda de luz de fato desarma todo o sistema de abastecimento. Porém, mesmo que o retorno seja gradativo, não é normal demorar até sete dias como a moradora afirma, a não ser que exista algum problema pontual que será avaliado.

O que fazer em casos parecidos

Se você estiver com problemas no abastecimento de água na sua cidade e ela for atendida pela Casan, deve entrar em contato com a companhia através do número 0800 643 0195, sempre com a matrícula em mãos. A entidade também publica informes sobre interrupção de abastecimento nas suas redes sociais na internet e no portal e.casan.com.br/avisos.

Colunistas