nsc
    santa

    VALE DO ITAJAÍ

    Moradores de Indaial e Pomerode com febre amarela recebem alta 

    Um pomerodense, porém, continua na UTI do hospital de Florianópolis

    04/03/2020 - 13h50 - Atualizada em: 04/03/2020 - 13h53

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Vacinas são disponibilizadas à população pelo SUS
    Vacinas são disponibilizadas à população pelo SUS
    (Foto: )

    Dois homens que foram diagnosticados com febre amarela no Vale do Itajaí receberam alta dos hospitais em que estavam internados desde a semana passada. O homem de 47 anos, morador de Pomerode, da região do Vale do Selke, deixou o Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis, nesta terça-feira (3). Já o morador de Indaial, de 50 anos, voltou para casa no sábado (29). As informações são da Secretaria da Saúde de Pomerode.

    O indaialense, que trabalha em Pomerode, no bairro Ribeirão Souto, estava internado em Joinville, no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt. O caso dele não era considerado grave, diferente do outro homem. No entanto, já no começo desta semana o pomerodense havia deixado a UTI do Nereu Ramos.

    O único morador do Vale do Itajaí que continua internado em estado grave, na UTI da unidade da Capital, é um paciente de 45 anos. Ele foi levado para Florianópolis no último dia 18. Ele vive sozinho em uma casa localizada em uma área mais afastada de Pomerode, conhecida como Alto da Serra.

    Não vacinados

    Nos três casos, os homens não tinham registro da vacina contra a doença, que é transmitida pelo mosquito. Agora, os que já estão em casa serão monitorados pela Secretaria de Saúde de Pomerode e Indaial.

    — O controle dos pacientes é feito através de exames a cada três dias até eles normalizarem. O guia de Vigilância Epidemiológica diz que a infecção confere imunidade duradoura e que pode se estender por toda a vida — explicou a secretária municipal de Saúde de Pomerode, Lígia Hoepfner.

    Instituições de saúde de todo o estado ressaltam a importância da vacinação contra a febre amarela, única forma de prevenir a doença, e reforçam que todos os moradores com mais de nove meses devem ser imunizados. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas