publicidade

Obituário 

Morre Norberto Rost, ex-vice-presidente da Associação do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville

A cerimônia de cremação ocorre no Crematório Angelus às 17h

16/05/2019 - 16h58 - Atualizada em: 16/05/2019 - 17h28

Compartilhe

Redação
Por Redação AN
(Foto: )

Morreu nesta quinta-feira (16) Norberto Rost, vice-presidente da Associação do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville de 1991 a 1998. Rost era uma dessas pessoas dedicadas, dispostas a contribuir com a comunidade e com as causas em que acreditava. Entusiasta do nosso Corpo de Bombeiros de Voluntários e também da história de Joinville, ele aliava os dois temas em suas pesquisas e escritos, e muito contribuiu para a preservação de ambos.

Na década de 1990, foi o “Observador da Torre”, o redator do informativo do Corpo dos Bombeiros, que fazia um trocadilho com o nome do primeiro jornal de Joinville, “O Observador às margens do rio Mathias”, redigido em 1852.

— Também foi um dos idealizadores e grande defensor do Museu Nacional do Bombeiro, inaugurado em 1997, no período em que tive a honra de ser presidente da corporação. Por essas e por muitas outras é que foi agraciado com a “Ordem da Machadinha”, a distinção máxima a quem abraça e trabalha pelos bombeiros voluntários — Henrique Loyola, empresário, ex-senador da República, presidente do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville de 1991 a 1998.

— Seu bom humor, sua capacidade de contar histórias e o seu grande amor pelos bombeiros vai nos fazer muita falta. Meus sinceros sentimentos à família e ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville por essa grande perda — conclui.

O presidente da Associação Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, Moacir Thomazi, destacou a dedicação de Norberto Rost pelos bombeiros voluntários e o trabalho em favor da preservação da memória da corporação.

— Nós sentimos profundamente esse momento. Norberto tinha amor pelos bombeiros e expressava esse sentimento nas ações e nos escritos — disse.

Rost foi sócio remido - mais de 40 anos de contribuição ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville - e teve a sua dedicação reconhecida em 1993 quando recebeu a Machadinha Simbólica, concedida aos sócios contribuintes há mais de 40 anos. Ele era vice-presidente na época do centenário, diretor do museu e sócio contribuinte.

Deixe seu comentário:

publicidade