nsc
an

publicidade

Obituário

Morre Wilson Gelbcke, escritor e publicitário de Joinville

Ele ocupava a cadeira 25 da Academia Joinvilense de Letras

04/12/2019 - 11h17 - Atualizada em: 04/12/2019 - 11h54

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
foto mostra o escritor em seu escritório em 2012
Gelbcke dedicou a vida após a aposentadoria às artes e à literatura
(Foto: )

O escritor e publicitário Wilson Gelbcke faleceu na madrugada desta quarta-feira, 4, em Joinville. Ele tinha 86 anos e havia sido diagnosticado com um câncer em maio de 2019. O velório será realizado ainda nesta quarta-feira, entre 13h e 17 horas, na capela 2, do Cemitério Municipal de Joinville, na rua Borba Gato.

Gelbcke nasceu em São Paulo, em 1933, mas sua família mudou para Santa Catarina no ano seguinte. Aos 13 anos, seus pais trocaram Florianópolis por Joinville, onde ele passou a adolescência até mudar para Curitiba, em 1951, para estudar contabilidade. Na capital paranaense, criou departamentos de propaganda para as empresas Ancora (1953) e Madison (1956).

Em 1962, voltou a Joinville ao ser contratado pela Indústria de Refrigeração Consul (atual Whirlpool), para gerenciar os departamentos de Propaganda e Comunicação Social.

Em 1992, foi para São Paulo como Assessor de Comunicação Corporativa de todo o Grupo Brasmotor. Fez cursos de Marketing e Planejamento de Produtos, inclusive nos Estados Unidos, pela Whirpool. Aposentou-se em 1994, quando passou a se dedicar à literatura e às artes plásticas.

Seu primeiro livro, "A Máscara de Capelle", havia sido esboçado ainda na juventude, mas só com a aposentadoria conseguiu dedicar-se à concluí-lo. Foi lançado em 1997, e nos 22 anos seguintes, publicou outros 16 livros. Suas obras incluem romances, livros infantojuvenis, contos, poemas e biografias. Entre as mais conhecidas estão "A Terceira Moeda", "Esses Duendes Tão Míopes", "Sangue Suíço…Coração Brasileiro", "Do Cantão para Joinville", "Obras de F.Frick na Catedral da Sé" e "Fascinante Viagem pelo Mundo".

Sua primeira exposição aconteceu em 1999 na antiga galeria de arte Lascaux. Em 2007, foi o grande homenageado da Feira do Livro de Joinville. Foi empossado membro da Academia Joinvilense de Letras em 2015, onde ocupava a cadeira 25. No mesmo ano, abriu a exposição "Pai e Filho" na Câmara de Vereadores de Joinville, com obras dele e do filho, James Gelbcke.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade