nsc
an

publicidade

Violência contra os animais

Morte de gatos preocupa moradores de rua na zona Norte de Joinville

Pelo menos 13 animais morreram com sinais de maus tratos ou envenenamento

15/06/2016 - 03h01

Compartilhe

Por Redação NSC
Milena segura no colo o gato Chaplin, um dos três animais adotados após a morte de Pelé e Luna
Milena segura no colo o gato Chaplin, um dos três animais adotados após a morte de Pelé e Luna
(Foto: )

Moradores estão preocupados com a morte de pelo menos 13 gatos desde o início do ano na rua Sol, no bairro Glória, zona Norte de Joinville. Os animais têm aparecido mortos ou feridos com sinais de maus tratos e envenenamento. Após a violência contra os animais, um grupo se reuniu para registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil e denúncia na Polícia Militar Ambiental. Eles aguardam uma solução e prometem recorrer ao Ministério Público para que a situação não volte a se repetir.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

A executiva de vendas Milena Rzatki Nunes, 35 anos, é quem organiza o grupo depois de perder dois gatos nos últimos meses. O primeiro foi Pelé, de seis anos, no final de abril. Ele desapareceu e foi encontrado morto dois dias depois por um vizinho. Duas semanas depois, a gata Luna, de quatro anos, apareceu machucada com marcas que seriam de facadas ou flechadas, de acordo com a veterinária. Após se recuperar dos ferimentos, ela foi morta envenenada.

Enquanto não descobre quem estaria matando os gatos, a executiva de vendas deixa os outros três, adotados após a morte de Pelé e Luna, presos dentro de casa para que não corram risco de morte. O cachorro da família foi levado para a casa da cunhada para ter mais segurança. Milena está revoltada com a maldade cometida contra os bichos e pensa até em se mudar para não perder mais nenhum animal de estimação.

-- Não vejo a hora de acabar o contrato da casa e ir embora daqui - desabafa ela, que mora há um ano na rua Sol.

Em conversa com vizinhos, ela descobriu que outros animais haviam morrido com as mesmas circunstâncias. A aposentada Eloísa Corrente também tem um gato e está preocupada com a situação. Ela salienta que todos os bichos eram castrados, vermifugados e bem cuidados pelos moradores. A suspeita é que alguém tenha envenenado os bichos propositalmente ou usado algum agrotóxico forte demais que os matou. Aves, como jacuaçus e aracuãs, também apareceram mortos na região nas últimas semanas.

- De repente, alguém está fazendo uso indevido de agrotóxico com uma quantidade muito grande. Os animais vão comer a grama verde, acabam ingerindo e morrendo. São muitas suposições - diz Eloísa.

Polícia Ambiental avalia o caso

Para que as dúvidas sejam sanadas e os animais tenham segurança na região, os moradores aguardam uma resposta das denúncias realizadas pelo grupo. De acordo com o major Celso Mlanarczyki Júnior, da Polícia Militar Ambiental, a situação está sendo avaliada e medidas preventivas estão sendo tomadas para evitar que não ocorram mais fatos como os registrados na rua Sol. Ele orienta que se houver novas ocorrências de maus tratos envolvendo os animais, os moradores devem procurar a Polícia Militar Ambiental para realizar denúncia.

Os maus tratos contra animais são proibidos por pelo menos três leis ambientais: o artigo 32 da Lei Federal 9605/98, o artigo 29 do Decreto Federal 6514/08 e o inciso I do artigo 64 da Lei Complementar de Joinville 29/96. As denúncias podem ser realizadas pela ouvidoria da Prefeitura, no telefone 156, ou pelos números 190 (Polícia Militar), 181 (Polícia Civil) e (47) 3481-2121 (Polícia Militar Ambiental).

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade