nsc
    nsc

    TRAGÉDIA NO RÉVEILLON

    Motorista de Camaro que atropelou três nos Ingleses depõe nesta sexta-feira em Florianópolis

    Jeferson Bueno responde por homicídio qualificado

    21/09/2017 - 14h24 - Atualizada em: 21/09/2017 - 15h06

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    (Foto: )

    O empresário Jeferson Rodrigo de Souza Bueno, motorista do Camaro que atropelou três pessoas no Réveillon dos Ingleses, deixando uma mulher morta, o marido dela com as pernas amputadas e um amigo do casal ferido, deverá depor na tarde desta sexta-feira (22) no Fórum Central de Florianópolis. Réu por homicídio qualificado, ele prestará informações ao juiz Marcelo Volpato, da Vara do Tribunal do Júri.

    Além de Bueno, também será ouvido um perito criminal. Todas as testemunhas já foram ouvidas anteriormente. Ao final da audiência, o juiz dará o prazo para as alegações finais de acusação e defesa. Depois de apresentadas essas alegações, provavelmente em outubro, Volpato dará a sentença em primeiro grau se pronuncia o réu pelos crimes e se vai levar ele ou não a júri popular.

    Na terça-feira (19), Marcelo Volpato entrou em contato por telefone com a Comarca de Sapiranga (RS), onde mora Bueno, para intimar o acusado à comparecer na audiência. O motorista ficou cinco meses foragido, teve mandado de prisão decretado e, mesmo sem se apresentar à polícia, obteve um habeas corpus. A liberdade foi concedida com a condição de que ele comparecesse em todos os atos do juiz.

    O advogado do réu, Ademir Costa Campana, não atendeu às ligações da reportagem. Ele pede indenização e informou que irá processar o Estado de SC por problemas na sinalização na SC-403, onde ocorreu a colisão;

    Em junho, a Justiça negou pedido da defesa de Nilandres Lodi, vítima que teve as pernas amputadas, que solicitava a liberação mensal de indenização de dois salários mínimos a título de alimentos, fixados pelo Juízo da 3ª Vara Cível de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Neste sábado, Motoclubes de seis estados realizam um evento beneficente no Norte da Ilha para Nilandres.

    Jeferon Bueno responde por homicídio qualificado
    Jeferon Bueno responde por homicídio qualificado
    (Foto: )

    O acidente

    Bueno atropelou Cristiane Flores, 31 anos, que morreu no local, o esposo dela, Nilandre Lodi, 36 anos, que teve as duas pernas amputadas, e Gean Mattos, 22 anos. O motorista conduzia um Camaro com placas de Sapiranga. Por volta das 3h, o carro invadiu a calçada em frente à loja RMS Auto Som, na rodovia Armando Cali Bulos. Nilandres era proprietário do estabelecimento e retornava com a esposa para a casa da família, que fica nos fundos do local. Lá, familiares e os filhos, uma menina de 13 anos e um menino de 5, os aguardavam.

    Antes de atingir as três pessoas, o Camaro bateu em um Audi – que era conduzido por Robson de Jesus Cordeiro e está em nome de Valdir Luiz Vieira - e numa Hilux. Nilandre e Cristiane eram de Passo Fundo (RS) e estavam juntos há 8 anos, três deles morando em Florianópolis. Bueno fugiu do local do acidente.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas