nsc
an

Mobilização por direitos

Movimentos sociais promovem marcha das mulheres negras em Joinville

O evento foi celebrado com apresentações artísticas, oficinas e uma passeata

07/11/2015 - 16h33 - Atualizada em: 07/11/2015 - 16h35

Compartilhe

Por Redação NSC
Apresentações artísticas foram organizadas na Casa da Cultura
Apresentações artísticas foram organizadas na Casa da Cultura
(Foto: )

Seis mulheres que formam o grupo Coletivo Ashanti tem se mobilizado em favor do reconhecimento e da valorização da mulher negra em Joinville. O objetivo é combater a violência e a invisibilidade das mulheres na sociedade. Ações estão sendo organizadas desde abril deste ano nas comunidades e escolas dos bairros da cidade.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

Na tarde deste sábado, os movimentos sociais de consciência negra se reuniram para celebrar o encerramento da marcha. Uma passeata foi realizada entre a Casa da Cultura e a Câmara de Vereadores. Na Casa, os grupos ofereceram oficinas de artesanato e empreendedorismo e promoveram apresentações culturais.

- A marcha foi daqui (Casa da Cultura) até a Câmara de Vereadores para dizer que nós mulheres precisamos ocupar espaços de poder. Porque as pessoas que lá estão não têm nos representado. Joinville ainda não enxerga as mulheres negras - destacou a integrante do Coletivo Ashanti, Ana Lúcia Martins.

A próxima etapa será em Brasília, no dia 18 de novembro, quando será realizada uma marcha nacional. Os movimentos sociais têm se mobilizado em todo o País em favor da garantia de direitos, para promover a equidade racial e em defesa da cidadania das mulheres negras.

Colunistas