nsc
dc

publicidade

Operação Águas Limpas

MP diz que prefeito de Lages teria recebido R$ 2,8 milhões em propina

Elizeu Mattos teria recebido mensalmente R$ 165 mil em dinheiro de fevereiro de 2013 até novembro deste ano

05/12/2014 - 13h42 - Atualizada em: 05/12/2014 - 16h43

Compartilhe

Por Redação NSC
Procurador geral de justiça Lio Marin e a subprocuradora geral de justiça Walkyria Danielski em entrevista coletiva na tarde de sexta-feira
Procurador geral de justiça Lio Marin e a subprocuradora geral de justiça Walkyria Danielski em entrevista coletiva na tarde de sexta-feira
(Foto: )

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, em Florianópolis, o Ministério Público de Santa Catarina revelou que o prefeito de Lages,Elizeu Mattos (PMDB) teria recebido R$ 2,8 milhões em dinheiro referente à propina.

O dinheiro, conforme o MP, era repassado pela empresa Viaplan, de Curitiba, que presta serviços à Secretaria de Águas e Saneamento (Semasa). Desde 2013, a empresa recebeu do poder público de Lages R$ 19 milhões. Segundo o MP, o valor era sacado pela empresa e repassado por outra pessoa ao prefeito.

O MP afirma que desde fevereiro de 2013 foram pagos no esquema um total de R$ 3,6 milhões em propina.

Elizeu foi denunciado por formação de organização criminosa qualificada (atuação de comando e com participação de funcionário público), corrupção passiva (22 vezes), dispensa indevida de licitação (2 vezes) e fraude em licitação.

Leia mais:

:: Blog do Moacir: Lages: Delação premiada atingiu prefeito

:: Bloco de Notas: Prefeito de Lages denunciado ao TJ-SC na Operação Águas Limpas

:: Prefeito de Lages é preso em Florianópolis

Elizeu Mattos teria recebido pagamentos mensais de propina no valor de R$ 165 mil de fevereiro de 2013 a novembro de 2014. No total, 10 pessoas foram denunciadas.

O procurador geral de Justiça Lio Marin e a subprocuradora geral de justiça Walkyria Danielski não disseram quais os detalhes que incriminam o prefeito em razão do sigilo do processo.

Prefeito foi preso na manhã desta sexta-feira

O prefeito de Lages Elizeu Mattos (PMDB) foi preso preventivamente pelo Grupo de Operações e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Florianópolis nesta sexta-feira.

O prefeito teve a prisão preventiva decretada nesta quinta-feira, quando já estava em Florianópolis, e se apresentou ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) acompanhado pelo advogado, pouco antes das 9h desta sexta-feira. Em seguida, deixou a Capital, escoltado pelo Gaeco, e foi levado para o 6º Batalhão de Polícia Militar de Lages, onde ficará preso em cela especial.

Ele foi denunciado pela Procuradoria Geral de Justiça, acusado de recebimento de propina na Operação Águas Limpas, deflagrada pelo Grupo de Operações e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Lages. Foi estabelecido também seu afastamento da prefeitura por seis meses.

O vice-prefeito Toni Duarte (PPS) assume a Prefeitura de Lages. Toni, ex-vereador, é contador na região serrana.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade