Política
Navegue por

publicidade

Denúncia 

MP pede afastamento de funcionário de Taió que teria vazado edital de concurso público

A prefeitura da cidade também apura o caso e o servidor nega que o fato tenha ocorrido 

08/11/2018 - 19h17

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
(Foto: )

O Ministério Público (MP) entrou com uma ação civil pública por improbidade administrativa contra o advogado Marco Vinicius Pereira de Carvalho. Ele é servidor efetivo da prefeitura de Taió e teria vazado a minuta de um edital de concurso público que está em andamento na cidade, conforme o MP. No documento, o órgão pede o afastamento imediato do funcionário, que está em período de férias e deve retornar ao trabalho na próxima semana.

Segundo o secretário de Administração de Taió, Elves Schreider, a administração municipal ainda não decidiu se irá acatar a recomendação. Isso porque a prefeitura aguarda o resultado de um processo administrativo disciplinar instaurado para apurar os fatos.

Os supostos envolvidos no caso devem ser ouvidos na próxima semana. Após isso, o município definirá se afasta o servidor ou não, bem como se haverá punição a algum outro possível envolvido.

A denúncia do suposto vazamento partiu da comissão responsável pela elaboração do edital, após o arquivo começar a circular pelas redes sociais. O secretário Elves Schreider disse também ter recebido a minuta do edital por WhatsApp.

Após consulta ao MP, a prefeitura decidiu fazer uma audiência pública para verificar junto à comunidade se deveria seguir com o concurso ou refazer todo o documento. De acordo com Schreider, a comunidade teria concordado em dar prosseguimento e as inscrições estão abertas a interessados.

Contraponto

Procurado pela reportagem, o advogado Marco Vinicius Pereira de Carvalho admitiu que teve acesso ao documento enquanto estava de licença para concorrer às eleições deste ano, mesmo sem integrar a comissão responsável pela elaboração do edital. De acordo com ele, um membro da comissão teria lhe enviado o documento para uma análise. Carvalho garante não ter repassado o edital a ninguém. Ele diz diz que irá tomar providências em relação à denúncia.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação