nsc
    an

    Assinatura

    MPF destina R$ 5 milhões para a gestão do ecossistema Babitonga

    Recurso vai garantir a atuação a longo prazo do Projeto Babitonga Ativa, que é pioneiro no Brasil

    16/11/2018 - 13h56 - Atualizada em: 16/11/2018 - 14h41

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    Termo de parceria foi assinado pelo procurador da República Flávio Pavlov da Silveira e pela reitora da Univille, Sandra Furlan
    Termo de parceria foi assinado pelo procurador da República Flávio Pavlov da Silveira e pela reitora da Univille, Sandra Furlan
    (Foto: )

    Um novo termo de parceria com o Ministério Público Federal (MPF) vai garantir recursos financeiros para contribuir com a gestão do Ecossistema Babitonga a longo prazo. A parceria é fruto de ações do Projeto Babitonga Ativa (PBA), da Univille, que há quatro anos promove atividades socioambientais e técnicas de integração, planejamento e ação coletiva em torno da Baía Babitonga.

    O MPF vai destinar R$ 5 milhões para o estabelecimento de um mecanismo financeiro que garantirá a atuação, a longo prazo, do Projeto Babitonga Ativa, responsável pela assessoria executiva do Grupo Pró-Babitonga (GPB).

    O recurso, proveniente de compensações ambientais e termos de ajuste de conduta, será investido, e apenas os rendimentos das aplicações vão ser empregados principalmente com o objetivo de garantir a manutenção das operações do Grupo Pró-Babitonga, um fórum colegiado regional criado pelo PBA cujo foco é contribuir com a gestão socioambiental do ecossistema.

    Hoje o grupo tem 30 integrantes eleitos, representantes de organizações dos segmentos público, socioambiental e socioeconômico da região, entre eles prefeituras, associações empresariais, universidades e organizações não-governamentais (ONG’s).

    O procurador Flávio Pavlov da Silveira ressaltou a importância da convergência de esforços entre poder público, academia e organizações da sociedade para contribuir com soluções em vários setores, em especial na área ambiental.

    - A universidade vem produzido conhecimento qualificado, em grande quantidade e com baixo custo, que tem subsidiado decisões importantes do Ministério Público Federal - enfatizou o procurador.

    O PBA é um projeto pioneiro no Brasil, e é considerado pelo Ministério do Meio Ambiente como um dos estudos de caso com potencial para ser modelo de atuação integrada em outras regiões do País.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas