nsc

Norte da Ilha

Mudança em atendimentos com reforma na UPA de Canasvieiras causa preocupação

Conselho de Saúde local aponta dificuldades; prefeitura diz que tentou alugar imóvel no bairro

30/08/2019 - 14h31 - Atualizada em: 30/08/2019 - 14h37

Compartilhe

Por Redação CBN Diário
Parte das equipes do Centro de Saúde de Canasvieiras ficará na unidade da Vargem Grande
Parte das equipes do Centro de Saúde de Canasvieiras ficará na unidade da Vargem Grande
(Foto: )

As alterações com o fechamento por três meses para reforma da Unidade de Pronto Atendimento do Norte da Ilha causaram surpresa ao Conselho de Saúde de Canasvieiras. O atendimento da setor de urgência e emergência será feito no Centro de Saúde do bairro, que fica ao lado da UPA.

O problema relatado pela entidade é que as cinco equipes de saúde da família e os diversos tipos de atendimentos serão transferidos para as unidades de saúde da Vargem Grande e da Vargem Pequena, o que deverá causar transtornos aos moradores da região.

Uma reunião foi marcada pela conselho na tarde desta sexta-feira (30) para tratar sobre essas questões. Segundo o conselheiro local de saúde, Adélio José da Costa, o município poderia ter alugado um prédio para instalar o setor emergencial da UPA durante o período da reforma.

— As unidades próximas que vão acolher essas equipes de saúde são bem precárias, e o acesso a estes locais também vai ser uma dificuldade por não ter linhas de ônibus mais frequentes — disse Adélio Costa, em entrevista ao Notícia na Manhã desta sexta-feira.

Ouça as informações:

Segundo a secretaria de Saúde, um problema estrutural foi detectado após o início dos trabalhos, o que provocou mudanças no cronograma. A tentativa para alugar um imóvel no bairro acabou esbarrando em questões sanitárias.

— Não podemos colocar uma UPA em qualquer espaço — declarou a diretora da Secretaria de Saúde de Florianópolis, Sandra Costa, para o Estúdio CBN Diário. Ela acrescenta que a população da área poderá ser atendida em qualquer posto de saúde do Norte da Ilha.

O custo da obra é de mais de R$ 3 milhões. A parte dos trabalhos para que a Unidade de Pronto Atendimento reabra está prevista para ser encerrada em dezembro deste ano, antes de começar a temporada de verão. A reforma completa deve ser entregue até julho de 2020.

Ouça a entrevista com a diretora da Secretaria de Saúde de Florianópolis, Sandra Costa, para o Estúdio CBN Diário:

Colunistas