nsc
nsc

Violência

Mulher dispara doze tiros contra ex-namorado nos Ingleses, em Florianópolis

A autora teria agido para se defender de ameças e agressões

17/11/2014 - 11h44 - Atualizada em: 17/11/2014 - 12h29

Compartilhe

Por Redação NSC
Homem foi atingido por nove tiros disparados pela ex-namorada
Homem foi atingido por nove tiros disparados pela ex-namorada
(Foto: )

O fim de um relacionamento terminou em crime na tarde de domingo nos Ingleses, em Florianópolis. Uma mulher de 29 anos disparou 12 tiros contra o ex-namorado que invadiu sua casa. Nove tiros atingiram o homem, que foi encaminhado para Hospital Universitário com consciência. O homem de 35 anos vivia em São Paulo e não aceitava o fim do namoro.

::: Leia todas as notícias de polícia da Grande Florianópolis

::: Curta a página da Hora no facebook

De acordo com testemunhas, o homem teria chegado em uma caminhonete por volta das 13h na servidão dos Ingleses e entrou na casa pelo quintal. A autora então teria disparado seis vezes com uma arma calibre 32. A vítima se arrastou pelo quintal e foi para a rua, quando a mulher teria recarregado o tambor com mais seis munições e continuado a atirar.

Vizinhos que preferiram não se identificar relataram a reportagem que diversas vezes o ex-namorado ia até o local para importunar a mulher, que chegou a reforçar a segurança da casa:

- Ela mandou instalar a cerca elétrica, trocou o portão e ele foi lá e destruiu. Nós víamos ele chegar nas primeiras horas da manhã, às vezes de madrugada e ela sempre corria com ele. Um dia ela desabafou chorando e disse que não aguentava mais -contou uma vizinha.

Mulher já havia registrado boletins de ocorrência

Ao menos 20 boletins de ocorrência foram registrados pela mulher contra o ex, por ameaça e violência. O delegado Carlos Diego de Araújo Pinto, da Central de Polícia do Norte da Ilha, explica que autuou a mulher em flagrante por tentativa de homicídio, pois apesar de haver fortes indícios das ameaças contra a mulher, ela acabou se excedendo na legítima defesa:

- Ela recarregou a arma e continuou atirando quando ele já estava caído, por isso foi presa em flagrante - explicou o delegado Carlos Diego de Araújo Pinto.

Segundo os vizinhos, a mulher vive na casa há cerca de oito meses com um filho de seis anos. O menino estava na casa do avó no momento do crime, e quando a senhora foi trazer o neto de volta para casa que soube do ocorrido.

Colunistas