nsc
    hora_de_sc

    Investigação

    Mulher é encontrada morta com sinais de violência em Biguaçu

    Indícios mostram que ela caiu de altura de 6 metros; polícia investiga se foi homicídio ou acidente

    23/02/2021 - 10h57 - Atualizada em: 23/02/2021 - 16h45

    Compartilhe

    Maria Eduarda
    Por Maria Eduarda Dalponte
    Vítima ainda não foi identificada pela polícia
    Vítima ainda não foi identificada pela polícia
    (Foto: )

    Uma mulher foi encontrada morta, em frente a um galpão, com "sinais de violência", segundo a polícia, no bairro Jardim Janaína, em Biguaçu, nesta segunda-feira (22). Indícios mostram que ela teria caído de uma altura de seis metros. Dois suspeitos, um homem e uma mulher, foram levados à delegacia, prestaram depoimento e foram liberados posteriormente. A identidade da vítima ainda não foi confirmada.

    > Mulher é assassinada a tiros pelo ex-companheiro em Florianópolis

    > Mãe que compartilhava filha com namorados é condenada por estupro na Grande Florianópolis

    Populares encontraram o corpo e acionaram a polícia. Agentes da Divisão de Investigação Criminal de São José foram ao local por se tratar de um possível homicídio. Segundo informações preliminares, a mulher havia sido jogada por duas pessoas de uma altura de seis metros.

    Os dois foram detidos e conduzidos até a delegacia de São José. Um perito foi até o local em que a vítima estava e, pela forma como seu corpo se encontrava, constatou que, a príncipio, teria sido um acidente. Uma possível testemunha que estava no local preferiu não prestar depoimento. Dessa forma, o delegado de plantão não lavrou o flagrante e o homem e a mulher foram liberados. 

    Os dois suspeitos têm passsagens pela polícia. O homem de 45 anos tem passagens por vias de fato, ameaça, violência doméstica, apropriação indébita, posse de drogas, estelionato, dano e resistência, e a mulher de 41 anos, tem passagem policial por ameaça. O delegado de São José, Willian Salles, acredita que a decisão de soltar os suspeitos foi adequada.

    — É melhor a gente soltar possíveis criminosos, do que prender inocentes. A perícia inicial mostrou que foi um acidente, por isso os suspeitos foram liberados. Agora o caso será encaminhado para a delegacia de Biguaçu, que seguirá a investigação e, se tiver mais provas, poderá ir em busca dos suspeitos — explicou Salles.

    > Corpo encontrado em chamas era de jovem de 19 anos, em Joinville

    A polícia espera identificar a vítima ainda nesta terça-feira (23). O caso segue para investigação na delegacia de Biguaçu, que aguarda o laudo definitivo do Instituto Geral de Perícias.

    *Com supervisão de Raquel Vieira

    Leia também

    Vacina da Pfizer é a primeira a ter registro definitivo da Anvisa

    Quem era o homem encontrado em carro submerso em SC

    Opinião: pais devem saber dos casos de Covid-19 em escolas

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas