nsc
    hora_de_sc

    Segurança

    Mulher transexual esfaqueada há duas semanas morre no hospital em Florianópolis

    Ela estava com uma amiga, Isabelle Collst, que morreu no dia das agressões

    23/02/2020 - 13h20 - Atualizada em: 23/02/2020 - 14h32

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    foto mostra jovem trans posando para a foto em uma selfie
    Bruna Andrade chegou a falar com a Polícia Militar antes da internação
    (Foto: )

    Bruna Andrade, que estava entre as vítimas de um ataque em 4 de fevereiro no bairro Ingleses, no Norte da Ilha, morreu no hospital neste sábado (22). Ela era considerada a testemunha-chave para a Polícia Civil entender quem eram os agressores e quais as motivações para o crime, que também causou a morte de Isabelle Colstt, de 27 anos.

    Bruna e Isabelle estavam em uma rua dos Ingleses quando foram atacadas e esfaqueadas. Antes de ser levada para o hospital, Bruna contou à Polícia Militar que dois homens haviam cometido as agressões e depois fugiram em um carro. Isabelle morreu no mesmo dia e foi sepultada em 7 de fevereiro.

    Leia mais:

    Transexual assassinada em Florianópolis sofreu agressão 15 dias antes e temia novo ataque

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas