nsc

publicidade

Revés

No Heriberto Hülse, líder Bragantino faz 2 a 0 no Criciúma

Tigre perde depois de uma vitória e um empate

19/08/2019 - 21h55 - Atualizada em: 19/08/2019 - 21h59

Compartilhe

Por Lariane Cagnini
(Foto: )

A torcida atendeu o chamado, fez bonito no Heriberto Hülse, mas o Criciúma não conseguiu segurar o líder Bragantino. O time paulista venceu o Tigre por 1 a 0 na noite desta segunda-feira, e com os três pontos conquistados se mantém no primeiro lugar desde a sétima rodada da Série B. Os donos da casa se mantém na zona de rebaixamento, com 17 pontos.

Sob o comando do interino Wilsão, o Criciúma tinha conquistado quatro dos seis pontos disputados, uma vitória e um empate. Parou na força do primeiro colocado, que chega à décima vitória em 17 partidas. Com a derrota, aumenta a expectativa sobre o anúncio de um nome para assumir o comando técnico do time catarinense.

O JOGO

O Criciúma começou pressionando, mas aos poucos, o líder mostrou porque ocupa a posição na tabela. Aos 14 minutos, Claudinho mandou de raspão na trave de Luiz. O goleiro tricolor teve trabalho, pois os donos da casa acabavam acuados a medida que o adversário avançava. Ytalo mandou na trave, e o Tigre tentou responder com Marlon no chute cruzado. Aos 30, Peixoto mandou de cabeça, de dentro da pequena área, para abrir o placar.

Em busca do empate, o Tigre precisava ficar mais com a bola. Na saída para o intervalo, Daniel Costa falou sobre fechar espaços e acertar detalhes para buscar o resultado. Mesmo assim, no retorno o Massa Bruta manteve a superioridade na posse, criou as melhores chances, e ampliou a vantagem aos 40 da etapa final. Uillian Correia chutou de fora da área, no ângulo, sem chances para Luiz.

— A gente tentou, sabia que era difícil, não é à toa que é o líder. Tem uma posse de bola grande, hoje não conseguimos anular isso e eles conseguiram o resultado — avaliou o volante Foguinho.

Pela penúltima rodada do turno, o Tigre viaja para o estado vizinho, onde enfrenta o Paraná. No sábado, às 11h, o Criciúma joga no Estádio Durival Britto, em Curitiba, contra uma equipe que está no meio da tabela.

FICHA TÉCNICA CRICIÚMA 0x2 BRAGANTINO

Gols: Do Bragantino, Matheus Peixoto aos 30 do primeiro tempo e Uillian Correia, aos 40 da etapa final.

Cartões amarelos: Aderlan, do Bragantino. Carlos Eduardo, do Criciúma.

CRICIÚMA – 0

Luiz; Carlos Eduardo, Thales, Sandro e Marlon; Eduardo, Wesley (Reis) e Foguinho; Daniel Costa (Reinaldo), Julimar (Vinicius) e Léo Gamalho. Técnico interino: Wilsão.

BRAGANTINO - 2

Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Silva; Barreto, Uillian Correa, Ytalo (Tubarão) e Wesley (Tiago Ribeiro), Claudinho (Morato) e Matheus Peixoto. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Arbitragem: José Mendonça da Silva Junior, auxiliado por Rafael Trombeta e João Fabio Machado Brischiliari (trio do PR).

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Público: 11.842.

Renda: R$ 179.800,00.

Deixe seu comentário:

publicidade