nsc

publicidade

Na raça

Nos minutos finais, Avaí vira na Ressacada e vence o Atlético-GO

Pablo e Diego Felipe (foto), que estreou com a camisa azurra, fizeram os gols do Leão

15/07/2014 - 18h36 - Atualizada em: 15/07/2014 - 20h21

Compartilhe

Por Redação NSC
Diego Felipe marcou o gol no final do jogo
Diego Felipe marcou o gol no final do jogo
(Foto: )

Em pouco mais de 90 minutos o Avaí mostrou o que pode fazer de melhor e pior. A virada sobre o Atlético-GO por 2 a 1, na Ressacada, demonstrou que o Leão evoluiu em muitos aspectos durante a intertemporada, no entanto velhos erros continuam atrapalhando o time, mas uma coisa não muda na Ressacada: a raça. A noite parecia ser mais uma cheia de cenas de horror azul, mas o intervalo transformou o time avaiano.

.: Miguel Livramento: Leão não melhorou em quase nada, mas venceu

.: Rodrigo Faraco: Avaí com os mesmos problemas, mas mandando em casa

.: Roberto Alves: Vitória do Avaí foi no sufoco, na raça e na pouca qualidade

Um Avaí velho

O time do Avaí no primeiro tempo foi muito parecido com a equipe que terminou as 10 primeiras rodadas da Série B em nono colocado na tabela. Um time que criava poucas chances, e que não sabia aproveitar as que criou, uma equipe que comete erros na defesa e que por causa disso sofreu o primeiro gol no Brasil após a Copa do Mundo.

Aos 11 minutos Pablo e Antônio Carlos falharam na marcação e André Luís recebeu sozinho dentro da área para abrir o placar. O gol deixou o torcedor irritado, angustiado.

O medo de ver o time perder mais três pontos em casa aumentou quando Antônio Carlos foi expulso por uma falta desnecessário no campo de ataque. Aos 49 minutos, o desespero cresceu, pois Cleber Santana cobrou um pênalti e o goleiro Márcio defendeu. No lance o zagueiro Arthur foi expulso, deixando as equipes com o mesmo número de jogadores.

.: Veja como foi o minuto a minuto da partida

.: Confira a tabela da Série B do Brasileirão

Avaí renovado

Bastou o intervalo do jogo chegar para o Leão mudar sua postura. Em sete minutos o time criou mais oportunidades de gol do que em todo o primeiro tempo. Aos cinco minutos, o capitão Marquinhos cobrou falta e o zagueiro Pablo desviou a bola de cabeça para a rede - marcando seu segundo gol na Série B.

Pouco tempo depois Anderson Lopes cruzou para Paulo Sérgio que chutou de direita, o zagueiro salvou em cima da linha. Anderson também colocou uma bola no travessão de Márcio.

Quando o jogo parecia se encaminhar para o empate o estreante Diego Felipe mudou o jogo. Ele seria substituído, mas pediu para ficar em campo, afinal Marquinhos cobraria um escanteio aos 46 minutos.

Bola na área e gol de cabeça de Diego, mostrando que em pouco tempo de Avaí já entendeu que para jogar na Ressacada é necessário nunca desistir e que a raça é requisito básico para o sucesso no Leão.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ (2)

Vagner; Bocão (Júlio César), Pablo, Antônio Carlos e Thiago Carleto; Eduardo Costa, Diego Felipe, Marquinhos (Bruno Maia) e Cleber Santana; Anderson Lopes e Paulo Sérgio (Héber)

Técnico: Geninho

ATLÉTICO-GO (1)

Márcio; Jonas, Arthur, Lino e Vitor Oliveira; Marcus Vinícius, Wagner (Léo), Pedro Bambu e Jorginho (Diogo Campos); Josimar (Adriano Alves) e André Luis

Técnico: Hélio dos Anjos

Gols: André Luís (AT), aos 11 minutos do 1º tempo. Pablo (A), aos cinco, e Diego Felipe (A), aos 46 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Pablo, Thiago Carleto e Marquinhos (A); Josimar, Jonas, Diogo Campos e Wagner (AT)

Cartão vermelho: Antônio Carlos (A); Arthur (AT)

Arbitragem: Avelar Rodrigo da Silva, auxiliado por Thiago Gomes Brigido e Carolina Romanholi Melo (todos de CE)

Local: Ressacada, em Florianópolis

Público: 3.578

Renda: R$ 41.417,00

Deixe seu comentário:

publicidade