Pogba, Mbappé e Griezmann. O trio estrelado puxa a renovação e também suscita a expectativa da França novamente ir longe em uma Copa do Mundo 2018. Na edição passada, no Brasil, foi barrada nas quartas, eliminada para atual campeã Alemanha. No entanto, trata-se de uma nova seleção, vice na Eurocopa de 2016. Os australianos, como em outros Mundiais, serão zebra se avançarem de fase, e tentam ir contra a lógica a partir do primeiro jogo, às 7h (de Brasília) deste sábado, em Kazan.

Continua depois da publicidade

A esperança de disputar uma final, como em 2006 (perdida para a Itália) ressurgiu passadas duas edições para serem esquecidas – a eliminação na primeira fase em 2010 (África do Sul) e a campanha sem brilho de 2014. O futebol francês voltou a chamar atenção. Afinal, o três dos cinco jogadores mais caros do mundo nas últimas janelas de transferências fazem parte do selecionado do técnico Didier Deschamps (campeão em 1998). São eles: Pogba, Dembélé e Mbappé. E a ofensiva ainda conta com Griezmann, em boa temporada pelo Atlético de Madrid e especulado como a próxima aquisição do Barcelona.

A Austrália passa longe do protagonismo, tampouco tem craques globais como o adversário da estreia. O nome mais conhecido da equipe é o meia Tim Cahill. Aos 38 anos, ele tenta ser o quarto jogador a marcar gol em quatro Copas seguidas – Pelé (Brasil), Uwe Seller e Klose (Alemanha) são os três primeiros. No entanto, o veterano deve acompanhar do banco o começo da partida deste sábado.

O técnico holandês Bert Van Marwijk dá preferência a Aaron Mooy para fortalecer o sistema defensivo. Na França também há surpresas na escalação. Entre elas estão as ausências de Matuidi e Giroud, que cederiam lugar para Tolisso e Dembelé, conforme indicado do técnico Deschamps.

Este é o primeiro jogo entre as duas seleções em Copas do Mundo. Nos quatro jogos que realizaram, apenas um jogo oficial. A única vitória australiana foi o 1 a 0 na Copa das Confederações de 2001.

Continua depois da publicidade

FICHA TÉCNICA

FRANÇA

Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Hernandez; Tolisso, Kanté e Pogba; Mbappé, Griezmann e Dembélé. Técnico: Didier Deschamps.

AUSTRÁLIA

Mathew Ryan; Risdon, Sainsbury, Degenek e Behich; Jedinak e Mooy; Kruse, Rogic e Leckie; Nabbout. Técnico: Bert Van Marwijk.

ARBITRAGEM: Andrés Cunha, auxiliado por Mauricio Espinosa e Nicolás Tarán (trio do Uruguai).

DATA E HORA: às 7h deste sábado.

LOCAL: Arena Kazan, em Kazan.

TRANSMISSÃO: NSC TV.

MINUTO A MINUTO: NSC Total e Diário Catarinense.

Destaques do NSC Total