nsc

publicidade

Violência urbana

Número de homicídios em Joinville bate recorde histórico em 2014. Veja o mapa de assassinatos por bairro

Levantamento feito por "A Notícia" mostra que 87 pessoas foram assassinadas na cidade desde 1º de janeiro deste ano. Resultado supera o número de crimes registrados em 2009, quando 86 pessoas morreram

09/12/2014 - 04h04 - Atualizada em: 09/12/2014 - 08h46

Compartilhe

Por Redação NSC
Bairro Comasa é um dos mais violentos de Joinville neste ano
Bairro Comasa é um dos mais violentos de Joinville neste ano
(Foto: )

Joinville nunca foi cenário de tantos assassinatos em um só ano como em 2014. De janeiro até sábado à noite, 87 homicídios foram registrados na cidade. O pior índice até então tinha sido verificado em 2009, quando houve 86 mortes violentas. Dessa forma, 2014 estabeleceu um novo recorde histórico negativo. Não há notícias de outro ano tão violento no passado.

"A Notícia" considerou nesta lista todos os assassinatos ocorridos no período _ há diferença em relação aos números da Secretaria de Segurança Pública porque o órgão calcula as mortes em confronto com a polícia e os latrocínios, por exemplo, em estatísticas separadas.

>> Confira o raio-X dos homicídios ocorridos desde 2010 em Joinville

A juventude das vítimas chama a atenção nos dados dos últimos meses do levantamento de "AN". Pelo menos quatro a cada dez pessoas que perderam a vida em 2014 tinham entre 20 e 29 anos. Em 2013, eram três em cada dez vítimas na mesma faixa etária.

No ano anterior, essa mesma fatia não chegava a somar duas vítimas entre cada dez. Na Divisão de Homicídios de Joinville, que investiga todos os assassinatos na cidade, a constatação é de que jovens são os principais alvos, principalmente aqueles que têm algum envolvimento com o tráfico de drogas. Homens também são maioria absoluta nas estatísticas. Só sete mulheres aparecem na lista deste ano.

Paranaguamirim na frente

Nos últimos anos, a proporção de mulheres entre as vítimas nunca passou de 20%. As ocorrências deste ano também reforçam a liderança absoluta do Paranaguamirim, na zona Sul, como o bairro de maior concentração de assassinatos em Joinville.

Neste ano, foram registrados 18 casos no Paranaguamirim. O número também representa um recorde negativo da região, que até então tinha em 2012 o período mais violento, com 14 mortes. Desde 2012, nenhum outro bairro de Joinville somou tantas mortes quanto o bairro da zona Sul.

Secretário diz que houve redução

Em entrevista a "AN" no caderno "Segurança que Queremos", publicado no último dia 26 de novembro, o secretário do Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, defendeu que Santa Catarina teve baixa nos índices de homicídios nos último quatro anos: 652 em 2011; 637 em 2012; 618 em 2013; e 616 em 2014, considerando a data de 13 de novembro em cada período mencionado.

Apesar de informar que a secretaria desconsidera como homicídio algumas ocorrências incluídas no levantamento de "AN", Grubba reconheceu a elevação da taxa de assassinatos em Joinville.

Entre os motivos "difusos e complexos", o secretário citou o crescimento populacional da cidade, o nível de emprego e de renda, a degradação do espaço social, a dinâmica do consumo e tráfico de drogas, a maior circulação de armas de fogo, as gangues e facções, além da impunidade.

Por outro lado, Grubba argumentou que os índices não devem ser atribuídos apenas às instituições policiais, mas também às relações diretas com políticas sociais, política criminal, Justiça, Ministério Público, sistema prisional, além de legislação penal, processual penal e de execuções penais.

Clique na imagem para ampliá-la

Deixe seu comentário:

publicidade