publicidade

Florianópolis

O que deixa o pôr do sol laranja e lilás

Raios solares se dividem nas cores do arco-íris e transformam o céu do entardecer 

23/07/2019 - 19h14 - Atualizada em: 23/07/2019 - 23h26

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Fim da tarde em Florianópolis
Fim da tarde em Florianópolis
(Foto: )

Os tons de violeta nos fins de tarde em contraste com o laranja do pôr do sol, colorido contemplado por diversas cidades catarinenses nos últimos dias, é um fenômeno formado pelo contato dos raios solares com os obstáculos que estão na atmosfera devido à falta de chuvas, segundo o meteorologista Leandro Puchalski.

— O fato de ter pouca chuva facilita bastante. A atmosfera acaba "mais suja", com poeira e resíduos mais próximos da superfície.

Dessa forma, quando os raios solares entram em contato com essas barreiras da atmosfera, a luz branca se divide nas cores do arco-íris e colore o céu. A contraposição das cores pode ser vista, segundo o especialista, no nascer e no pôr do sol, horários em que os raios atravessam a atmosfera com maior alcance.

Ainda segundo Puchalski, as cores de ondas mais longas, como vermelho, laranja e amarelo, são as que mais refletem, o que torna o anoitecer e o amanhecer mais alaranjado.

Veja mais imagens desta terça-feira

Céu esteve colorido durante o final da tarde
Céu esteve colorido durante o final da tarde
(Foto: )
Como foi visto o pôr do sol do Morro da Cruz
Como foi visto o pôr do sol do Morro da Cruz
(Foto: )
Cores e suas tonalidades num pôr do sol
Cores e suas tonalidades num pôr do sol
(Foto: )

Leia também: Depois de uma tarde quente, a temperatura sobe um pouco menos nesta quarta-feira

Deixe seu comentário:

publicidade