nsc
dc

Alexandre Souza

O que não levar para 2020

A importância de se aprender com os erros e começar o ano com objetivos traçados

26/12/2019 - 06h35

Compartilhe

Por Tech SC
2020
(Foto: )
Alexandre Souza
(Foto: )

A cada ano que passa temos a sensação de descobrir que tudo aquilo que uma vez acreditamos, pode não ser tão verdade assim. Ser empreendedor é como ser bombeiro, viver apagando fogo. Problemas aparecem, erros são cometidos, e aprendemos cada vez mais que não sabemos de nada.

Mas essa é a magia do empreendedorismo. É estar em constante mudança e auto avaliação, é ver seu negócio se transformar junto a você e seu time.

É gratificante observar todo o caminho que percorri este ano e ver que tenho objetivos ainda maiores para 2020. Querer impactar mais startups e empreendedores, promovendo novas ideias no setor que possam ajudar e fortalecer a população catarinense e o país como um todo, me fortalece para continuar compartilhando aprendizados.

Então, o que levar para o próximo ano e o que definitivamente devemos deixar em 2019? Precisamos continuar trabalhando com um time diverso. Vimos que empresas com uma política de diversidade têm vários benefícios: um ambiente de trabalho estimulante e acolhedor com uma equipe com resultados mais positivos, menos conflitos e mais respeito entre os colaboradores. Com uma equipe diversa, as empresas só têm a ganhar. Além de trazer novas ideias e visões, contribui para uma sociedade mais igualitária e acolhedora.

Além disso, não investir em conexões pode ser um tiro no pé para todo empreendedor. Começar o próximo ano entendendo como as oportunidade negócio podem ser maximizadas por meio do networking é fundamental para fazer um negócio crescer. É uma prática que também pode se tornar um lugar de aprendizado e de construções de relações que vão além do profissional.

Porém, alguns hábitos no meio profissional devem ser deixados no passado, por mais difíceis que sejam. Já falamos aqui já sobre a importância da Comunicação Não Violenta e como um líder agressivo pode comprometer o desempenho da equipe e os resultados organizacionais. A relação interpessoal é um dos grandes desafios de qualquer profissional, mas que comecemos o próximo ano a levando em consideração antes do resultado econômico.

Por fim, o medo.

Começar um novo ciclo apreensivo com suas ações e resultados é prejudicial para qualquer solucionador de problemas. Comece 2020 apaixonado, seja um admirador do que você faz , porque a jornada empreendedora é de fracassos. Os altos e baixos das startups podem ser diários e se deixar levar pelo instinto do medo pode ser o maior erro.

Leia tudo sobre o mundo da Tecnologia no portal Tech SC​ Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total e aproveite os descontos do Clube NSC.  

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas