nsc
dc

Música

O sertanejo milionário de Fernando e Sorocaba

Dupla que encontrou a fórmula do sucesso dentro e fora dos palcos faz série de shows no Estado, começando por Florianópolis

20/03/2014 - 07h58 - Atualizada em: 20/03/2014 - 08h00

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Nas músicas, Fernando & Sorocaba sempre quiseram criar algo novo dentro do sertanejo, usando para isso instrumentos como violino ou gaita. Nos shows, não param de inventar moda e deixar fãs boquiabertos caminhando sobre a plateia, fazendo uso de tecnologia 4D e até de truques de ilusionismo. Porém fora dos palcos a dupla mostra o mesmo talento, com uma capacidade de gerir a carreira de maneira espantosamente lucrativa.

Leia também

>> Dois acústicos do R.E.M. serão relançados em vinil

>> Ben Harper vai lançar álbum em parceria com a mãe, Ellen Harper

Com uma agenda que chega a cinco shows por semana e um cachê que giraria em torno de R$ 300 mil, eles retornam a Santa Catarina para uma série de quatro shows que começa amanhã, na Capital. Esta será a primeira vez que Sorocaba, sócio da Fields, se apresentará oficialmente na casa.

No repertório, os sucessos que fizeram do cantor o maior arrecadador de direitos autorais do país por dois anos consecutivos, segundo o levantamento mais recente do Ecad (2011-12). Suas composições renderam mais do que as de artistas do porte de Roberto Carlos e Chico Buarque, por exemplo.

- Comecei a compor muito cedo, aos 13, 14 anos. Devo ter umas 200 canções. Não existe uma fórmula, algumas são inspiradas em coisas que aconteceram comigo, outras em histórias de amigos. Acredito que isso faz com que os fãs se identifiquem. É uma honra estar entre os destaques de arrecadação, mas nunca foi meu objetivo - diz Sorocaba.

Enquanto o parceiro cuida das composições, Fernando fica com a parte da produção - e não apenas da dupla. Entre seus trabalhos recentes está o último CD/DVD de Chitãozinho & Xororó. Nos palcos, as parceiras também são uma constante .

- Em um mercado tão amplo quanto o sertanejo, buscamos quem tenha um diferencial. Para nós, parceria é uma troca, aprendemos com os artistas e eles com a gente - afirma Fernando.

Para gerir e centralizar as decisões envolvendo a carreira, eles criaram a F&S Produções Artísticas, em 2009. Hoje, além da dupla, a empresa também produz e lucra com outros artistas.

- Temos parceiros no nosso escritório e buscamos sempre auxiliá-los na parte musical, mas a gestão fica com os nossos empresários. Atualmente a FS cuida também da carreira de Lucas Lucco, de Thaeme & Thiago e Marcos & Belutti - conta Sorocaba.

Diante de tamanho sucesso - musical e empresarial - é difícil apontar novos objetivos. Questionados sobre o que ainda falta conquistar, a resposta extrapola os palcos.

- Nosso sonho é criar uma instituição, ajudar as pessoas com nossa música - adianta Fernando.

Colunistas