nsc
    dc

    Foto proteção

    O verão acabou, e agora, como tratar da sua pele?

    É hora de você fazer uma análise de todos os prejuízos trazidos pela exposição exagerada

    29/04/2013 - 14h41 - Atualizada em: 30/04/2013 - 12h52

    Compartilhe

    Por Redação NSC
    O peeling promove a renovação da pele, eliminando células mortas e preparando-a para receber o tratamento de maneira mais uniforme
    O peeling promove a renovação da pele, eliminando células mortas e preparando-a para receber o tratamento de maneira mais uniforme
    (Foto: )

    Passada a estação do sol em excesso, é comum reparar em algumas das seguintes alterações:

    ? Desidratação, aspereza ao toque e secura.

    ? Linhas finas aparecem ou tornam-se mais visíveis.

    ? Aumento de manchas e pintas.

    ? Pequenos vasos sanguíneos mais evidentes.

    Estas alterações cutâneas são causadas pela exposição solar, então aproveite esta época do ano para restaurar o balanço hídrico da pele e tratar o foto envelhecimento (envelhecimento da pele causado pelo excesso de sol) através de alguns procedimentos:

    ? Hidratação diária

    Durante o calor do verão, a pele perde a hidratação e pode adquirir um aspecto mais rugoso, evidenciando linhas finas. A aplicação diária de hidratantes formulados especificamente para cada tipo de pele restaura a umectância natural e pode ser associada à aplicação quinzenal de máscaras hidratantes em consultório que potencializam a hidratação.

    ? Peeling ácido

    Consiste na aplicação de um ácido pelo especialista, na área a ser tratada, dentro do consultório médico. Existem vários tipos de ácido e a escolha dele depende do objetivo do tratamento médico. O peeling promove a renovação da pele, eliminando células mortas e alteradas e preparando-a para receber o tratamento proposto de maneira mais uniforme. Além disso, vários estudos mostram que peelings são capazes de promover a síntese de colágeno na segunda camada da pele, melhorando com isso a textura, tratando manchas e rugas finas. O sol deve ser evitado nos sete dias seguintes à aplicação do ácido, o que torna o inverno a época ideal para este tipo de tratamento.

    ? Clareamento de manchas solares

    É possível também clarear as manchas do verão em casa. Após um exame dermatológico pode-se orientar o uso de substâncias clareadoras quando o objetivo é tratar manchas ocasionadas pela exposição solar (hidroquinona, ácido kójico, vitamina C, alfa hidroxiácidos e retinóides). Todos estes produtos inibem a produção de melanina, responsável pela coloração das manchas, e podem ser formulados individualmente segundo o objetivo de cada tratamento.

    Tecnologia a serviço da beleza

    É no inverno também que se pode lançar mão da tecnologia para manter a pele mais bonita e saudável. Os lasers ablativos e não ablativos podem ser realizados mensalmente e proporcionam uma melhoria global da pele. O inverno novamente é a época do ano ideal para se usar os lasers fracionados. Estes equipamentos produzem milhares de micro ferimentos na pele, penetrando profundamente na derme e estimulando a produção de colágeno, levando a uma melhora significativa da textura, flacidez e pigmentação da pele. Seu resultado é muito bom no tratamento de estrias (mesmo as brancas), cicatrizes de acne e rejuvenescimento. A pele da região tratada fica vermelha e um pouco inchada e a exposição solar deve ser evitada.

    Foto proteção sempre

    O uso de filtros solares diariamente com FPS maior ou igual a 15 previne o aparecimento de lesões cutâneas malignas e pré malignas e o foto envelhecimento. Deve ser aplicado pelo menos 30 minutos antes da exposição solar.

    Fonte: dermatologista Débora Cadore de Farias

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas