nsc

publicidade

RIO DO SUL 

Oito cães e dois cavalos são resgatados de situação de maus-tratos no Vale do Itajaí

Os animais estavam acorrentados e se alimentando com restos de outros bichos mortos, além das próprias fezes e urina

09/08/2019 - 08h25 - Atualizada em: 09/08/2019 - 11h19

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Na última semana, a Associação Protetora dos Animais Desamparados (APAD), recebeu uma denúncia de maus-tratos no bairro Bomfim, em Rio do Sul.

Leia também: Senado aprova projeto de lei que classifica animal como sujeito de direito, e não como coisa

Ao chegar no local, a instituição que resgata e após cuidar, disponibiliza os animais para adoção responsável, confirmou as informações da denúncia. Eram oito cães de caça e dois cavalos em situações precárias.

Apad Rio do Sul
(Foto: )

Entre os cães havia duas cadelas prenhas e todos os animais estavam magros, sem água, sem comida e sem condições básicas de higiene. Acorrentados, estavam se alimentando de restos de animais mortos, além das próprias fezes e urina.

Apad Rio do Sul
Cães estavam desnutridos
(Foto: )

A APAD conseguiu resgatar e encaminhar sete cães para tratamento, pois um deles, assustado, fugiu. Uma das fêmeas, que estava muito debilitada, não resistiu e faleceu no dia seguinte ao resgate. A outra cadelinha já foi tratada e adotada. Os dois cavalos serão tratados e encaminhados à adoção também.

O tutor denunciado ao Ministério Público de Santa Catarina e deverá pagar uma multa de R$ 400,00 por animal, já que maltratar é crime federal.

Apad Rio do Sul
(Foto: )

A associação vive de doações, eventos beneficentes e solidariedade da comunidade. Para mais esta missão, os voluntários pedem ajuda financeira para prosseguir com o tratamento:

Agência: 0423

Op: 003

Conta: 3961-0

Cnpj: 11.356.234/0001-92

Caixa Econômica Federal

Adote um Amor: O quadro do NSC Total comprometido com a causa animal

Nas redes sociais do abrigo, há divulgações diárias dos animais para adoção e os que já tiveram um final feliz e encontraram uma família.

Deixe seu comentário:

publicidade