nsc
dc

Jogos Olímpicos

Olimpíadas #dia 8: veja a agenda dos atletas de Santa Catarina em Tóquio

Saiba o horário das provas entre a noite de sexta-feira e a manhã de sábado

30/07/2021 - 16h00

Compartilhe

Por Ronaldo Fontana
Duda Amorim entra em quadra na madrugada deste sábado
Duda Amorim entra em quadra na madrugada deste sábado
(Foto: )

A programação do oitavo dia das Olimpíadas de Tóquio, que terá competições entre a noite de sexta-feira e a manhã de sábado, prevê a participação de dois atletas nascidos em Santa Catarina.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

No handebol, Duda Amorim (de Blumenau) vai para a partida das 04h (de Brasília), deste sábado, com a seleção brasileira feminina. A adversária será a Suécia, líder do Grupo B. O Brasil é o terceiro do grupo, com uma vitória, um empate e uma derrota.

No vôlei, Rosamaria Montibeller (de Nova Trento) joga a quarta partida do Grupo A, também na madrugada de sábado, contra a Sérvia, às 04h25 (de Brasília). O Brasil é o segundo colocado do grupo, atrás do adversário deste sábado.

> Conheça os locais das disputas em Tóquio

Catarinenses na quadra

sábado (31/07) - 4h (de Brasília) 

Handebol femininoBrasil x Suécia  

Catarinense: Duda Amorim (de Blumenau)

sábado (31/07) - 4h25 (de Brasília)

Vôlei feminino Sérvia x Brasil 

Catarinense: Rosamaria Montibeller (de Nova Trento)

Mais brasileiros em ação

Além dos catarinenses, o oitavo dia dos Jogos de Tóquio conta com a participação de outros atletas brasileiros em busca de medalhas. Destaque para o futebol, em busca da vaga nas semifinais, para a vela, que pode ter mais de um medalhista, e para a histórica classificação no tiro com arco.

Marcus Vinicius faz história para o Brasil no tiro com arco
(Foto: )

Com o melhor resultado alcançado por um brasileiro no tiro com arco, Marcus Vinicius busca melhorar o desempenho do Brasil. Ele enfrenta o italiano Mauro Naspoli nas oitavas da modalidade a partir das 21h30 (de Brasília), dessa sexta-feira, e quer ir mais longe, em busca da vaga nas quartas de final. 

No vôlei de praia feminino, mais cedo, às 21h (de Brasília), Ana Patricia e Rebecca enfrentam a dupla dos Estados Unidos, Claes e Sponcil. Como as brasileiras perderam para a Letônia na última rodada, decidem a classificação para as oitavas nesta sexta-feira. 

A partir das 23h (de Brasília) de sexta, o judô brasileiro busca a medalha por equipes, novidade nos Jogos de Tóquio. Caso Mayra Aguiar, que conquistou o bronze no individual, seja selecionada pela comissão técnica e garantir uma medalha, ela se tornará a maior medalhista olímpica do Brasil, superando a ex-jogadora de vôlei Fofão. Em caso de classificação, o time brasileiro fará as finais a partir das 05h (de Brasília).

Já no início da madrugada, até às 6h (de Brasília), o Brasil, que tem tradição na vela, tem a expectativa por medalhas nas duplas femininas, masculinas e mistas, além das participações individuais. Entram nas águas japonesas: Martine Grael e Kahena Kunze; Marco Grael e Gabriela Borges; Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino; Jorge Zarife; e Patrícia Freitas.

Brasil venceu a Arábia Saudita no último jogo da primeira fase
(Foto: )

Depois da vitória sobre a Arábia Saudita por 3 a 1, pelo Grupo D, o futebol masculino brasileiro vai em busca da classificação para as semifinais, às 07h (de Brasília), no sábado. O adversário será o Egito, que venceu a Austrália por 2 a 0 na última rodada do Grupo C.

Um pouco antes, às 06h20 (de Brasília), Wanderson de Oliveira enfrenta o bielorrusso Dzmitry Asana em busca da vaga nas quartas de final do peso mosca no boxe (48-52kg). Se chegar nas semifinais, garante pelo menos o bronze.

> Confira o quadro de medalhas dos Jogos de Tóquio

Leia também:

> Como acompanhar as Olimpíadas na NSC

> Veja os catarinenses que já conquistaram medalhas olímpicas

> Relembre as aberturas mais marcantes das Olimpíadas

Colunistas