O ano de 2015 pode ser o mais quente registrado até hoje e temperatura média da superfície pode superar a barreira simbólica de 1°C de aquecimento desde a era pré-industrial (1880-1899), afirma um relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Continua depois da publicidade

“A tendência que se desenha para 2015 permite supor que este ano será o mais quente já registrado”, afirma o texto.

Pela primeira vez, temperatura deve ficar 1°C mais alta do que no século 19

“A temperatura média na superfície do globo superará sem dúvida a barreira (…) de um grau centígrado em comparação com a era pré-industrial”, acrescenta o estudo da agência da ONU com sede em Genebra.

Crianças são primeiras vítimas do aquecimento global

Continua depois da publicidade

Em seu relatório divulgado a uma semana da Conferência sobre o Clima de Paris (COP21), a OMM igualmente indica que os anos de 2011 a 2015 representam o período de cinco anos mais quente jamais registrado, assim como em termos de fenômenos meteorológicos extremos – em particular ondas de calor – influenciado pelas mudanças climáticas.

Porto Alegre tem o segundo agosto mais quente desde 1916

No dia 18, cientistas americanos apresentaram dados que mostram que os primeiros 10 meses de 2015 foram os mais quentes da história moderna. Entre janeiro e outubro passados, também foi registrado “um recorde de calor”, superando o do ano passado em 0,12°C.

*AFP

Destaques do NSC Total