nsc
dc

Investigação

Operação desarticula grupo de sonegadores com atuação no Sul e Norte de Santa Catarina

Gaeco fez busca e apreensão em Içara, Criciúma e Blumenau

15/02/2018 - 11h14 - Atualizada em: 15/02/2018 - 11h19

Compartilhe

Por Redação NSC

Uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) desarticulou, na manhã desta quinta-feira, um grupo de sonegadores com atuação no Sul e no Norte de Santa Catarina. A operação Polo Norte cumpriu mandados de busca e apreensão em Içara, Criciúma e Blumenau, e a estimativa é que o grupo teve sonegado valores superiores a R$ 50 milhões.

Foram expedidos seis mandados de busca e apreensão e quatro de prisão, pelo Juízo da 2ª Vara de Içara, atendendo pedido da 6ª Promotoria de Justiça de Criciúma com atuação regional na área de combate aos crimes tributários. As apreensões ocorrem em empresas do ramo de sorvetes com sedes em Içara e Blumenau, e empresa do ramo de informática em Criciúma. Até o início da tarde desta quinta, três pessoas já foram presas.

Os fatos apurados indicam a existência de grupo econômico, formado por diversas empresas, que visa a sonegação de impostos. A principal maneira utilizada é o subfaturamento e venda de mercadorias sem notas fiscais, segundo informações do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). A investigação, que iniciou em 2017, apura ainda indícios de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Colunistas