nsc
    santa

    Apuração

    Operação investiga suposto esquema na Secretaria de Saúde de Rio do Sul

    Polícia Civil investiga crimes de corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro envolvendo ex-funcionário e empresários

    26/06/2019 - 10h26 - Atualizada em: 26/06/2019 - 10h27

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação Santa
    Operação Rio do Sul
    Polícia Civil apreendeu alguns materiais na manhã desta quarta-feira.
    (Foto: )

    Agentes da Polícia Civil cumpriram sete mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (26) nos municípios de Rio do Sul, Orleans e Tubarão pela operação "Amigo dos Amigos". O objetivo era coletar informações sobre um suposto esquema na Secretaria de Saúde de Rio do Sul que envolvia corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

    Conforme a Polícia Civil, a investigação envolve o antigo chefe da divisão de patrimônio da Secretaria de Saúde de Rio do Sul e alguns empresários. O ex-funcionário ocupava cargo comissionado e era responsável por demandar a compra de materiais médicos hospitalares de empresas licitadas com o município.

    Os policiais contataram que alguns produtos comprados das empresas investigadas tiveram aumento significativo na demanda comparada aos anos anteriores. A investigação também indica que o funcionário recebeu dinheiro dos empresários neste período utilizando contas bancárias de outras pessoas.

    A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Rio do Sul, responsável pela investigação, seguirá apurando detalhes do caso. O objetivo é tentar identificar se há outras pessoas que também teriam sido beneficiadas por corrupção ou lavagem de dinheiro.

    Prefeitura cita que há procedimento interno para investigar ex-funcionário

    A prefeitura de Rio do Sul divulgou uma nota durante a manhã posicionando-se sobre a investigação. O texto cita que o ex-funcionário foi exonerado em 1º de novembro de 2018 e que tem um procedimento interno em aberto apurando questões ligadas ao servidor e o patrimônio público. Além disso, o Executivo municipal afirma que a secretária de Saúde, Sueli de Oliveira, desconhecia o motivo que levou o ex-funcionário a ser investigado.

    Veja a nota na íntegra:

    "A prefeitura de Rio do Sul vem a público dar informações a respeito de uma operação da Polícia Civil iniciada nesta quarta-feira (26 de junho).

    Um ex-funcionário da Secretaria de Saúde que trabalhava no setor de patrimônio está sendo investigado pela operação “Amigo dos Amigos”, que apura crimes de corrupção passiva, ativa e lavagem de dinheiro. Os fatos que são alvo da investigação teriam ocorrido entre os meses de abril e novembro de 2018.

    O funcionário investigado era comissionado e não faz mais parte do quadro da prefeitura, tendo sido exonerado em 1° de novembro de 2018 pela secretária de Saúde, Sueli de Oliveira.

    A secretária de Saúde, Sueli de Oliveira, foi chamada a prestar depoimento à Polícia Civil sobre possíveis irregularidades cometidas pelo servidor em fevereiro deste ano e desconhecia os fatos pelo qual o funcionário era investigado pela Polícia. À época, a Secretaria de Saúde já havia iniciado um procedimento de investigação sobre outras questões ligadas ao servidor e o patrimônio público. Esta investigação interna ainda não foi concluída.

    A prefeitura de Rio do Sul está à disposição dos órgãos competentes para prestar mais informações caso necessário. Ressalta-se o total apoio à operação e que os fatos sejam apurados com lisura e agilidade.

    Departamento de Comunicação

    Prefeitura de Rio do Sul"

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas