nsc

publicidade

No Vale

Operação Livro Vermelho vai percorrer outras cidades do Vale do Itajaí

Para bióloga, criação de animais em cativeiro é uma tradição cultural em Santa Catarina

22/06/2014 - 13h57

Compartilhe

Por Redação NSC
Espingardas, pistolas e revólveres também foram apreendidos, a maioria sem registri legal
Espingardas, pistolas e revólveres também foram apreendidos, a maioria sem registri legal
(Foto: )

Os envolvidos nos casos de tráfico e caça de animais descobertos na Operação Livro Vermelho, no Parque Nacional da Serra do Itajaí, foram multados e responderão processo em liberdade junto ao Ministério Público Federal. Se condenados, dependendo dos crimes pelos quais forem julgados, podem pegar de seis meses a dois anos de prisão.

- Santa Catarina tem uma tradição cultural de criar animais em cativeiro, é uma coisa que vem desde a infância e é repassada pelos avós, pelos pais. A nossa missão é mostrar para as pessoas que não é certo prender animais que pertecem à floresta e ainda lucrar em cima disso - ressalta a bióloga Edineia Correia, que veio da Estação Ecológica de Carijós, em Florianópolis, especialmente para participar da operação.

Carne de caça e armas ilegais em Blumenau

Em Blumenau foram encontrados vários quilos de carne de caça de animais silvestres, entre eles veados e tatus, além de carcaças. Um idoso de 70 anos foi abordado em casa, no bairro Nova Rússia, e multado em R$ 50 mil. Na residência havia um freezer com carnes abatidas no parque e que estão agora sob custódia do ICMBio. Segundo Mario Oliveira, coordenador geral da Operação Livro Vermelho, supõe-se que a carne era para consumo próprio. Mas ele não descarta a possibilidade de comércio das caças.

- O Parque Nacional de Serra do Itajaí foi criado para garantir a proteção da biodiversidade, e para isso vamos estender a operação para as outras cidades. Chegamos num ponto em que a educação ambiental não adianta se não houver, junto a ela, a força da lei - comenta Mario.

Espingardas, pistolas, revólveres e cartuchos também foram apreendidos pela Polícia Militar na casa do homem, a maioria sem registro legal.

Deixe seu comentário:

publicidade