publicidade

Combate ao crime

Operação prende 300 pessoas em todo o Estado durante fim de semana

Objetivo da ação foi de reduzir as mortes violentas no Dia das Mães, como os  homicídios e latrocínios

13/05/2019 - 13h41 - Atualizada em: 13/05/2019 - 16h22

Compartilhe

Eduarda
Por Eduarda Demeneck
Celulares, dinheiro e drogas foram apreendidos durante ação
(Foto: )

A operação Dias das Mães Anita Garibaldi foi realizada em todas as regiões de Santa Catarina pela Polícia Militar com o objetivo de reduzir as mortes violentas no dia das mães, a exemplo de homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte). O resultado foi uma diminuição de 196% nesses crimes, no mesmo período do ano passado, nos três dias, entre sexta-feira (10) e domingo (12). Em 2018, 15 pessoas foram mortas, nesse ano esse número caiu para seis.

Leia também: PM aposentado é preso suspeito da morte da ex-companheira em Tubarão

Mais de cinco mil policiais trabalharam nas ações de abordagens, rondas e buscas no trânsito e em bares das cidades catarinenses. A PM prendeu 346 pessoas, apreendeu 13 armas de fogo e mais de 20 quilos de drogas, entre maconha, cocaína, crack, haxixe e ecstasy.

Em Lages, na Serra Catarinense, por exemplo, três pessoas foram presas porque tinham mandados de prisões abertos, duas estavam dirigindo alcoolizadas, e outras duas foram detidas por trafico de drogas.

Já em Joinville, no Norte catarinense, três pessoas foram presas por tráfico e posse ilegal de armas.

Nos três dias mais de mil estabelecimentos comercias foram vistoriados, 74 bares e casas noturnas foram interditadas por estarem funcionando sem alvará, e outros 75 por estarem com o alvará vencido.

— A operação surgiu da informação gerada pela Inteligência da Polícia Militar sobre os altos índices de mortes violentas no dia das mães. A avaliação inicial da Operação Anita Garibaldi mostra o sucesso obtido pelo esforço de todos — explicou o comandante-geral da PM, coronel Araújo Gomes.

Deixe seu comentário:

publicidade