O impacto e possíveis surpresas da estreia ficaram para trás após a primeira semana de horário eleitoral gratuito na televisão e no rádio. Nesta quarta-feira, os candidatos a governador terão seu quarto dia de espaço para propaganda. O tom dado nos dias 20, 22 e 25 de agosto mostra as estratégias dos principais nomes na disputa.

Continua depois da publicidade

::: Mudanças de última hora influenciam tempo dos candidatos

:: TRE-SC recalcula tempo de televisão dos candidatos ao governo

Candidato à reeleição e dono da maior fatia do horário eleitoral, o governador Raimundo Colombo (PSD) aposta em programas que mostram pessoas comuns beneficiadas por ações de governo. Obras em andamento e realizações do mandato são apresentadas com impacto e em jingles, intercalados por depoimentos de Colombo em tom confessional. Não há vinculações ou citações sobre a eleição e nacional e, por enquanto, sobre os partidos que o apoiam.

Continua depois da publicidade

A estratégia de Paulo Bauer (PSDB) pé oposta. Logo de cara, mostrou o presidenciável Aécio Neves (PSDB) e apresentou com destaque seu vice Joares Ponticell (PP), fortalecendo o laço com o PP _ que já governou o Estado duas vezes e foi segundo colocado nas últimas três eleições. Tenta cobrar de Colombo promessas de 2010, especialmente na saúde, e promete reduzir secretarias e cargos políticos.

Claudio Vignatti (PT) também mira a saúde e a estrutura de governo. Promete acabar com as secretarias regionais e acabar com as nomeações de critério político. Apresenta-se como o novo e garante ter agilidade nas decisões. Também destaca sua candidata a presidente, Dilma Rousseff (PT).

>>> Leia mais sobre Eleições 2014

O que disseram até agora os programas eleitorais:

O jingle abriu o segundo dia de campanha eleitoral. No restante do tempo o tema é a saúde, com foca na cobrança de promessas de Raimundo Colombo em 2010. Uma apresentadora fala que teriam sido prometidas 60 policlínicas e que nenhuma foi construída. Bauer diz que só prometerá o que puder cumprir e fala em construir 20 policlínicas a R$ 7,8 milhões cada. Usaria para isso metade da verba gasta pelo governo com propaganda. O terceiro programa teve como novidade o encerramento com depoimento de Aécio Neves (PSDB) apoiando a candidatura – o primeiro presidenciável no horário eleitoral de SC.

Continua depois da publicidade

Claudio Vignatti (PT) – Veja os programas no Youtube

Destaques do NSC Total