nsc
santa

Condenação

Pai que abusava da filha é condenado a mais de 35 anos de prisão no Alto Vale

O homem teve prisão preventiva decretada

04/12/2020 - 14h38 - Atualizada em: 04/12/2020 - 15h33

Compartilhe

Por Giulia Machado
A vítima era menor de idade
A vítima era menor de idade
(Foto: )

Um homem que abusava da própria filha foi sentenciado por estupro de vulnerável e estupro qualificado, nesta quarta-feira (2), em Taió, com pena de 35 anos, cinco meses e 18 dias de prisão. Ele não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade. A vítima, que era menor de idade, sofreu os abusos durante dois anos dentro da casa da família.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

Durante o processo, que tramita em segredo de justiça, a vítima chegou a pedir um novo depoimento para desmentir que os estupros tivessem acontecido. Porém, de acordo com o juiz Jean Everton da Costa, não há dúvidas de que os crimes ocorreram.

A tentativa da menina de recuar na denúncia se deve ao fato de o pai ser a principal fonte de renda da casa, o que teria deixado a família em dificuldades financeiras com a prisão do acusado.

> Candidatas relatam casos de assédio sofridos durante campanha eleitoral em Blumenau

A vítima também não recebeu apoio familiar durante o processo. A mãe teria negado a existência dos abusos, que ocorriam enquanto ela saía para trabalhar.

A menina foi encaminhada para tratamento psicológico imediato na rede pública e, por determinação do juiz, que decidiu tratar o caso com urgência, não deve passar por filas de espera para receber o atendimento.

* Com supervisão de Augusto Ittner

Leia mais

> Casos de assédio de Marcius Melhem são revelados na revista Piauí

> Adnet se posiciona sobre denúncias contra Marcius Melhem: 'Todo meu apoio às vítimas'

> Mulher que pulou de carro para escapar de assédio em SC vai depor à polícia

Colunistas