nsc
hora_de_sc

Opinião 

Paixão Alvinegra: a volta do Furacão

Colunista Ivens Abreu escreve diariamente sobre os assuntos do Furacão do Estreito

01/02/2020 - 07h00

Compartilhe

Ivens
Por Ivens Abreu
figueira
(Foto: )

Chegou a hora da verdade e ver quem tem café no bule. Figueirense e o time do lado de lá não deixa de ser um jogo diferenciado sem favoritos. Sempre com estadio cheio, domingo não será diferente vamos partir para cima deles e mostrar que a volta do alvinegro é uma realidade independente do resultado alcançado.

O bom filho a casa torna

Marquinhos poderá ser o 10 que o time precisava, afinal habilidade, velocidade, faro de gol ele tem e seu currículo pelos clubes que passou é uma prova de sua qualidade. Será o retorno de um atleta que deixou saudades e poderá fazer a diferença pelo meio, coisa que estávamos precisando.

Só vence quem parte para cima

A intencionalidade dos atletas que chegaram e estão jogando é notada em cada partida realizada. O time parte para cima e no jogo contra o Joinville, estando atrás do placar, mostrou poder de recuperação e venceu por 2 a 1. Sem dúvidas é um inicio de competição que da ao torcedor a esperança de dias melhores.

O novo manto

Enquanto as camisas dos cubes, de grandes grifes custa de R$ 250,00, a do Figueirense custa por volta de R$ 150,00 e tem desconto especial ao sócio que chega a casa dos R$ 120,00 e da ao clube um retorno bem maior. A loja pertence ao alvinegro e não é de terceirizada. As camisas já estão a disposição da galera na loja do Scarpelli.

Titulares alvinegros

Além da surpresa que o Gugu poderá apresentar e mesmo com grupo reformulado, a galera já tem na ponta da língua o provável time que entra em campo. O treinador tirou suas dúvidas no treinamento de sexta-feira e a galera ansiosa espera a hora do jogo para vibrar com uma possível vitoria alvinegra.

Tirando o dele da reta

Nosso clube com pés no chão vai conquistando seu espaço sem contratações nem treinadores chamados de Mister que na verdade é um mistério sua capacidade como treinador. O homem joga a culpa toda nos seus atletas, sendo ele, o comandante que deve assumir que suas preferencias não vem dando resultado.

Paz e amor

Deixando as brincadeiras de lado, vamos nos concentrar no clássico deste domingo sem desrespeitar nosso adversário que deve ser vencido mas não desrespeitado. A disputa deve ficar dentro de campo e não com as costumeiras agressões fora dele. Eu, você e tantos outros sabemos administrar isso, mas sempre aparece um espírito de porco querendo tumultuar, esse deve ser banido do futebol.

Vamos todos ao estádio que terá renda dividida. Pai, mãe, crianças vamos fazer a festa do futebol e que ganhe o melhor.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas