publicidade

Esportes
Navegue por

Opinião

Paixão Alvinegra: time no limite

Colunista Ivens Abreu opina diariamente sobre os assuntos do Furacão do Estreito      

15/04/2019 - 06h50 - Atualizada em: 15/04/2019 - 06h47

Compartilhe

Ivens
Por Ivens Abreu
(Foto: )

Nem o mais fanático e otimista torcedor imaginava que, sem contratações, chegaríamos até a semifinal. Ficamos uma série invictos, mas na hora de mostrar força, faltou o algo mais. Se junto da garotada da base tivessem alguns jogadores mais experientes, chegaríamos mais longe.

Não dá pra ser feliz

Para a próxima competição temos um bom goleiro, uma zaga preocupante e não temos laterais. Falta o homem de ligação e o da bola parada, oportunidades da entrada da área são desperdiçadas bisonhamente. Também não gosto da triangulação do goleiro para o lateral e dele para o zagueiro.

A saída de bola é sofrível. Nosso ataque não faz os goleiros adversários trabalharem. Se tem alguém achando o colunista crítico, eu aviso: não gostei do que vi.

Precisando de um fato novo

Não vamos dizer que nada prestou. Por conta das muitas dívidas, foi feito pouco investimento. Hemerson levou esse time com garra, mas não pode fazer milagres, vai precisar de uns seis reforços para ter esperança numa boa campanha na Segundona. Com o pouco investimento, o Figueirense não teve forças para encarar e, se quiser ter algum sucesso na competição nacional, vai ter que investir. Minha esperança é saber que os homens estão se mexendo e já possuem os prováveis contratados. Só falta anunciar.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação