nsc
    hora_de_sc

    Futebol

    Paixão Azurra: as virtudes e defeitos na primeira vitória

    Colunista Vinícius Bello opina diariamente sobre os assuntos do Leão da Ilha        

    28/01/2020 - 10h31

    Compartilhe

    Vinícius
    Por Vinícius Bello

    Depois de 20 jogos oficiais, o Avaí voltou a conquistar uma vitória. O triunfo desta segunda, contra o Marcílio Dias, foi extremamente importante para aumentar o grau de confiança dentro do elenco. É fato que a carga emocional de 2019 ainda habita a Ressacada, e, por isso mesmo, conquistar um triunfo é passo importante para a reconciliação com o torcedor avaiano, ainda que não estivesse presente nessa partida.

    A construção da vitória se deu logo nos primeiros minutos de partida. Com o equilíbrio no embate físico, o Avaí demonstrou sua superioridade técnica e um futebol que agradou bastante, mostrando uma certa potencialidade do elenco. Nos primeiros trinta minutos, o Leão fez dois e poderia ter feito mais. No entanto, já na reta final da primeira etapa e durante todo o segundo tempo, a equipe diminuiu muito a intensidade e viu o domínio do adversário da posse, ainda que não tenha criado grandes oportunidades. Momento chave do jogo foi o gol de Zé Marcos pouco tempo após o Marcílio descontar, já que poderia criar uma pressão final para buscar o empate. No fim, vitória protocolar, mas importante para a confiança de um elenco que precisa se aprimorar muito na parte física e tática.

    Individuais

    As análises individuais a essa altura possuem um fator primordial que é a parte física e ritmo de jogo. Nesse sentido, notável a evolução de Jonathan, que retornou muito aquém das férias, mas começa a entrar no ritmo e foi um dos destaques positivos do jogo. O zagueiro Airton também fez uma ótima partida, fazendo até mesmo papel de distribuição de jogo. O principal destaque foi Valdívia que, apesar do cansaço na segunda etapa, teve o expressivo número de três assistências, e ficou claro que o jogo ofensivo do Avaí até aqui passa obrigatoriamente pelos seus pés.

    Por outro lado, jogadores como Capa e Pedro Castro fizeram um péssimo jogo no critério técnico, prejudicando muito a manutenção da posse de bola. Bruno Silva se mostrou muito fora de ritmo, precisando de minutagem para ganhar confiança. Arnaldo também precisa melhorar muito as condições físicas, e Inácio sabe que precisa cobrar desses jogadores uma melhor forma, ainda que seja necessário tempo.

    :: Avaí dá amostra de 2020 e vence o Marcílio Dias com Ressacada vazia

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas