nsc

publicidade

Opinião

Paixão Azurra: chegou o grande dia do clássico e a ordem é vitória!

Colunista Vinícius Bello opina diariamente sobre os assuntos do Leão da Ilha

01/09/2018 - 04h03

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Foi aquela típica semana de clássico: parecia que não acabaria nunca. Normal, só quem conhece o que é um clássico de verdade sabe bem. O nervosismo, a ansiedade, o medo, a esperança. Tudo junto e misturado. É o grande momento para ambos os clubes.

O dia começa recheado de mistérios, e o maior deles chama-se Marquinhos. Aos 36 anos e fazendo sua última temporada, o Galego tem a chance de disputar o seu último clássico com o manto avaiano. Porém, teve dificuldades na recuperação durante a semana e não se juntou à delegação. Todas as definições ficarão mesmo para horas antes da partida. Com ou sem Marquinhos, dois ou três zagueiros, enfim. Como frisei durante a semana, o importante é o Avaí jogar com inteligência e conduzir bem a partida para conseguir a vitória.

Entre os relacionados temos Marcão, Gabriel Lima e Daniel Amorim. A presença de quatro zagueiros pode indicar o esquema 3-4-3, que é a minha aposta. Vamos ver o que decidirá Geninho.

95 anos

E o clássico tem um ingrediente extra mais do que especial. O Avaí completa 95 anos de muita raça, história e tradição. Temos uma camisa pesada e digna, com história limpa e muita honra, sem tapetes ou janelas. Um orgulho que o avaiano sente profundamente, pois o Avaí é um clube diferente dos demais. Uma paixão inexplicável.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro

Leia mais colunas da Paixão Azurra

Fique por dentro de tudo que é notícia sobre o Avaí

Secador e curioso? Espia a coluna do vizinho também

Deixe seu comentário:

publicidade