nsc

publicidade

Opinião

Paixão Azurra: Marquinhos precisa sim cair na real

30/07/2018 - 04h00

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Marcos Vicente dos Santos é um nome que ficará eternizado na história do Avaí. Maior ídolo do clube, vive a sua última temporada como jogador, encerrando uma linda história com o manto avaiano. Sua representatividade é enorme, e ele sabe muito bem disso. Sempre polêmico, tem consciência de que, por vezes, independentemente do que diga, terá seguidores para endossar o discurso. E é exatamente por isso que precisa ter responsabilidade em dobro nas palavras.

Geninho também não ajudou, claro, com a exposição desse problema e também com Rodrigão. Entretanto, Marquinhos precisa sim compreender melhor sua situação. Na quarta coluna deste colunista na Paixão Azurra, no dia 15 de janeiro, já dizia que Marquinhos não pode ser titular do Avaí, mas jogar pontualmente.

Esse fato foi confirmado durante o ano e M10 parecia ter entendido. Porém, já deu mostra de insatisfação, dizendo que pode jogar 70 minutos. Não tem, infelizmente. O condicionamento está deplorável – o que é normal para sua idade e lesões acumuladas – e o futebol está muito físico. Em resumo, não dá pra jogar muito tempo com um jogador a menos na marcação. A realidade é essa, queiram encará-la ou não.

Tudo o que não precisamos agora, nesta fase de oscilação, é problema no vestiário. Por isso, Marquinhos precisa cair na real que, primeiro, não possui condições físicas de atuar muito e, segundo, sua importância fora de campo hoje é maior do que dentro. Precisa ser agregador. O Avaí está acima de tudo.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro

Leia mais colunas da Paixão Azurra

Fique por dentro de tudo que é notícia sobre o Avaí

Secador e curioso? Espia a coluna do vizinho também

Deixe seu comentário:

publicidade