publicidade

Opinião

Paixão Azurra: são 101 dias sem vencer, cadê os responsáveis?

Colunista Vinícius Bello opina diariamente sobre os assuntos do Leão da Ilha   

17/07/2019 - 07h35 - Atualizada em: 17/07/2019 - 07h32

Compartilhe

Vinícius
Por Vinícius Bello
(Foto: )

O Avaí completou vergonhosos 100 dias sem uma vitória sequer. Hoje já são 101, e atingiremos os 105 dias até a partida contra o Goiás. Enquanto todos os recordes negativos da história são atingidos, o presidente Francisco Battistotti “representa” o clube na Suécia, em um torneio Sub-17. Com todo o respeito à categoria, mas qual é a relevância deste campeonato no gravíssimo contexto atual? Nenhuma. O Avaí precisa de liderança presente para buscar a reversão do quadro terrível que constrange e decepciona o torcedor. Será que se o mesmo campeonato fosse disputado em Lages, por exemplo, ele estaria nessa caravana? 100 dias sem vitórias: são esses os prometidos três dígitos?

Enquanto isso...

Na Série B, os atacantes Rodrigão e Rafinha seguem fazendo a diferença para o Coritiba. Um gol de cada ontem, com assistência de Rodrigão. O ex-jogador do Leão marcou oito dos 11 gols do Coxa. Ambos seriam titulares aqui, mas estão jogando Série B. Falta visão.

Seguindo

E o Avaí/Kindermann segue o caminho dos triunfos no Campeonato Brasileiro Feminino. No domingo, bateu o Vitória-PE novamente por 3 a 0 e continua na terceira colocação, a quatro rodadas do fim da primeira fase. Hoje, às 15h, as Leoas enfrentam o time da Ponte Preta, em Caçador. A expectativa é assegurar a classificação entre os quatro primeiros.

Deixe seu comentário:

publicidade