nsc

publicidade

Opinião

Paixão Azurra: teremos uma batalha no jogo contra o Oeste

Colunista Vinícius Bello opina diariamente sobre os assuntos do Leão da Ilha

17/10/2018 - 03h32

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Quem pega a tabela de classificação e faz a análise simples, pela posição de cada equipe na tabela, tem a impressão de que teremos uma partida fácil pela frente no próximo sábado. Entretanto, o Oeste é bem mais perigoso do que se pensa. Trata-se do segundo time com menos derrotas na competição, apenas oito em 31 jogos, o mesmo número que o Avaí. O grande problema da equipe comandada por Roberto Cavalo são os 14 empates, que conferem uma pontuação apenas de meio de tabela.

Sem perder há cinco jogos, jogará de sangue doce, sem grandes pretensões no campeonato, e tem jogadores de qualidade do meio para frente, sendo Mazinho o principal articulador do time. Pedrinho, revelado pelo Corinthians, também chama atenção. Na defesa, contam com a boa fase do goleiro Tadeu. É um time bem treinado e que não cede a vitória com facilidade ao adversário. Jogo muito perigoso.

Master

O Avaí Master já está em Florianópolis após a participação na Copa Internacional Amizade, em Montevidéu. O grupo representou o Leão da Ilha na competição com outras seis equipes da capital uruguaia. Conquistou uma vitória, um empate e uma derrota em três partidas.

O campeão da competição foi o Clube Atlético River Plate, de Montevidéu. Valeu a participação e a divulgação do nome do Avaí pela América do Sul.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro

Leia mais colunas da Paixão Azurra

Fique por dentro de tudo que é notícia sobre o Avaí

Secador e curioso? Espia a coluna do vizinho também

Deixe seu comentário:

publicidade