nsc
hora_de_sc

Opinião

Paixão Azurra: vitória importante, atuação preocupante

Colunista Vinícius Bello opina diariamente sobre os assuntos do Leão da Ilha

03/03/2020 - 08h02

Compartilhe

Vinícius
Por Vinícius Bello
avaí
(Foto: )

Na coluna da última segunda-feira (2), destacamos a importância de Rodrigo Santana começar com o pé direito no comando do Leão. A vitória no sul do estado veio, porém, não do jeito que se imaginava. O Avaí entrou em campo após 15 dias de preparação e diante de um adversário que, além de frágil tecnicamente, vive enorme crise fora de campo com salários atrasados. A imposição veio, e o início foi bem promissor: com 17 minutos do primeiro tempo chegamos ao 2 a 0 no placar, gols de Rildo e Jonathan, e parecia que seria uma noite em que o torcedor avaiano presenciaria a primeira atuação com sobras em 2020. Parecia.

Inexplicavelmente, o Avaí simplesmente parou após o segundo gol. Da metade do primeiro tempo em diante já se sentia um adversário com mais intensidade e posse de bola no terço final, em especial nas bolas aéreas. Veio o segundo tempo com a expectativa de retomar os momentos iniciais da primeira etapa, porém, a verdade é que a equipe piorou muito e fez um dos piores 45 minutos da temporada. O Avaí viveu momentos de tensão e não conseguia ficar com a bola sob seu domínio, mal passando do meio campo. Por sorte, o adversário demonstrou enorme incompetência para chegar à meta de Lucas Frigeri, apesar dos espaços concedidos. Se iniciar com três pontos foi importante, a atuação serve de alerta para Rodrigo Santana de que tem muito trabalho pela frente.

Razões

Rodrigo Santana foi consciente após a partida, analisando a enorme decaída da equipe no decorrer do jogo. Esperava-se a justificativa de praxe: pesou a parte física na segunda etapa. Porém, o treinador minimizou o efeito físico, focando nos erros de passes simples apresentados pela equipe desde o primeiro tempo. Análise correta. Complemento que a razão se deu essencialmente em três posições:  Lourenço, Capa e Wesley. Três jogadores que “capricharam” em errar os passes mais simples e tem papel preponderante na saída de bola da equipe pela lateral e por dentro. Por sinal, não é possível que Leonan, recentemente contratado, tenha nível de atuação menor do que Capa. E que falta faz Bruno Silva na equipe titular.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Esportes

Colunistas