nsc
hora_de_sc

Fenômenos climáticos

Palhoça teve pico da maré no mesmo horário do vendaval

Nas proximidades do mar a situação ficou mais complicada, devido a simultaneidade dos eventos

29/10/2019 - 20h40 - Atualizada em: 29/10/2019 - 21h36

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
h
(Foto: )

A Defesa Civil atendeu 19 ocorrências durante o vendaval desta terça-feira (29) na Grande Florianópolis, a maioria dos casos envolvendo queda de árvores. Entre as cidades mais atingidas está Palhoça, com quatro chamados, entre queda de estruturas e veículos atingidos.

Na praia da Guarda do Embaú algumas barracas foram levadas para dentro do mar no momento em que ocorreu um vendaval.

Coordenador municipal da Defesa Civil, Julio Marcelino explica que a forte ventania coincidiu com o horário de pico da maré. Por causa da força dos ventos e da elevação do nível da água, algumas embarcações também desancoraram.

— Foi possível observar o mar adentrando no rio e a água vindo em direção aos barqueiros da Guarda (do Embaú). Já havia previsão do pico da maré, que coincidiu com o vento do sul — explicou.

Para a quarta-feira, também há previsão de pancadas de chuva forte em Palhoça no período da tarde. A Defesa Civil orienta os moradores para que tenham atenção, especialmente em relação às embarcações.

up
(Foto: )

O que fazer em caso de ventos fortes?

A Defesa Civil tem recomendações de como se proteger em cada tipo de evento, inclusive de ventanias, como a desta terça-feira. Confira:

– Revise a resistência de casa, principalmente o madeiramento de apoio do telhado e a amarração das telhas;

– Feche bem janelas, basculantes, portas de armários, evitando canalizações de ventos no interior de casa. Feche persianas, cortinas e blecautes para, no caso de algum vidro de janela quebrar, os estilhaços não sejam lançados e espalhados pelo cômodo, podendo atingir alguém;

– Mantenha as árvores de casa sadias e bem podadas. A poda preventiva pode ser solicitada no Corpo de bombeiros Militar;

– Evitar a prática de esportes aquáticos ou influenciados pelos ventos, como surf, windsurf, rapel e outros;

– Evitar transitar nas proximidades de fiação elétrica;

– Trabalhadores que utilizam andaimes devem redobrar os cuidados e verificar com atenção a fixação das amarrações e dos encaixes metálicos;

– Ao transitar pelas avenidas, evitar passar embaixo de cabos elétricos, outdoors, andaimes, escadas, estruturas que não transmitem segurança, escadas e outros. Não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda que fiquem em risco em caso de ventos fortes;

– Não se abrigar debaixo de árvores ou em frágeis coberturas metálicas;

Confira mais imagens dos estragos em Palhoça:

up
(Foto: )
up
(Foto: )
up
(Foto: )

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Colunistas