publicidade

Temporal 

Penha decreta situação de emergência e estima prejuízo de R$ 5 milhões

Decreto assinado na manhã desta sexta-feira prevê a contratação de serviços para recuperação das áreas afetadas pela chuva, em um prazo máximo de 180 dias

18/01/2019 - 12h10 - Atualizada em: 18/01/2019 - 13h42

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
(Foto: )

O prefeito de Penha, Aquiles da Costa (PMDB), decretou situação de emergência na manhã desta sexta-feira, por conta dos estragos causados pela chuva na noite de quinta-feira. A Defesa Civil do município registrou diversas ocorrências de alagamentos, quedas de muros e deslizamentos de terra.

Os bairros mais atingidos pelo temporal foram a Praia de Armação do Itapocoróy e Gravatá. Com o decreto, a cidade pode dispensar licitação para compra de materiais e a realização de obras que vão servir para consertar os estragos, desde que sejam concluídas no prazo máximo de 180 dias ininterruptos e sem a possibilidade de prolongamento dos contratos.

Segundo a Prefeitura de Penha, esse foi o maior temporal já registrado na cidade e casou prejuízos de R$ 5 milhões. Mais de 1.300 residências foram atingidas e 400 famílias estão desalojadas. Um abrigo foi aberto na cidade para receber os desabrigados.

A Defesa Civil está elaborando um relatório para buscar a liberação do FGTS para as famílias que foram atingidas.

Defesa Civil, Divulgação
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade