nsc
an

34º Festival de Dança

Penúltima noite de competições tem clássico de repertório, jazz e convidado

A principal mostra do Festival de Joinville tem trechos de obras clássicas e performances sênior de jazz

28/07/2016 - 03h31 - Atualizada em: 28/07/2016 - 04h46

Compartilhe

Por Redação NSC
Ricardo Pereira, escolhido como melhor bailarino no 33º Festival, faz apresentação extra
Ricardo Pereira, escolhido como melhor bailarino no 33º Festival, faz apresentação extra
(Foto: )

A noite desta quinta-feira é a última oportunidade de assistir às apresentações de balé clássico de repertório e jazz no Festival de Dança. Eles são dois dos gêneros com maior número de coreografias na Mostra Competitiva: 31 no clássico de repertório e 34 no jazz, mesmos números que as danças urbanas e o neoclássico, respectivamente, mas estão divididos entre mais dias na programação do evento.

Obras famosas e históricas como Dom Quixote, Harlequinade, Coppelia e Chamas de Paris terão trechos apresentados por bailarinas da categoria júnior e bailarinos sênior em performance solo. Além deles, um casal do Balé Jovem de São Vicente será o único concorrente com um Grand Pas-de-Deux de O Pássaro Azul de A Bela Adormecida, na categoria júnior.

Confira a programação completa do Festival de Dança de Joinville

A joinvilense Grupo de Dança Fernando Lima AZ Arte abre a competição de conjunto sênior de jazz com Entre Eles..., seguidos por outras três companhias na mesma categoria. Após o intervalo, o Eliane Fetzer Centro De Dança, premiado no ano passado, abre outra rodada de apresentações de conjuntos sênior de jazz, com mais quatro grupos.

O destaque da noite é a apresentação do bailarino de ouro do 33º Festival, Ricardo Alves, do Grupo Espaço Artístico Nicole Vanoni. No ano passado, ele foi contemplado como melhor bailarino por sua apresentação solo em jazz na categoria sênior, e agora apresenta a coreografia Olhares que me Afligem, de Eliane Fetzer.

Colunistas